;

Especiais

Alto Taquari| MPE arquiva denúncia contra jornalista

Aparecido Marden é jornalista e servidor público
Após denúncia anônima, o Ministério Publico do Estado de Mato Grosso instaurou no dia 24 de maio, inquérito civil para apurar se o jornalista e servidor público Aparecido Marden, estaria utilizando o computador da Vigilância Sanitária, onde trabalha como Fiscal Sanitário para alimentar seu site com notícias. A denúncia foi arquivada nesta segunda-feira(2). 

O Ministério Publico solicitou ao prefeito dados referente a nomeação do servidor assim como também esclarecimentos por parte do jornalista. Após receber as informações e ouvir o investigado, o Ministério Publico arquivou a denúncia por não encontrar fundamentos ou provas que desabone o trabalho do servidor e também jornalista, Aparecido Marden Reis. 

"Posto isso, em face de inexistência e irregularidades bem como a não a não execução de serviços particulares em horário de serviço e equipamentos pertencentes ao município, arquiva-se o presente expediente, sem prejuízo de eventual desarquivamento quando e se necessário." concluiu o promotor de justiça João Ribeiro Mota, no pedido de arquivamento. 

De acordo com o próprio jornalista, foi apresentado ao MPE uma apostila contendo informações detalhadas de como as matérias são publicadas, assim como também, os dados dos administradores da página, uma vez que não é somente o jornalista que alimenta o portal. 

"Tentaram me calar, devido as matérias que publico com os TAC's do Ministério Publico. Desde o início tinha convicção que a acusação não teria base e que estaria isento de qualquer ato que violasse os princípios da administração pública. Quem denunciou tentou manchar a imagem do Alto Taquari em Pauta, mas agradeço a esta pessoa pela oportunidade de poder mostrar que trabalho de acordo com as Leis que regem nosso país", concluiu, Aparecido Marden, editor chefe do Alto Taquari em pauta.  


Texto: Tharija Grisólia 
Imagem: Arquivo Pessoal