Procurando um emprego ?

Veja aqui as vagas disponíveis no SINE.

DISQUE 100

Não seja cúmplice desse crime, sexo com crianças e adolescente é crime.

CADASTRO POSITIVO

Empresa disponibiliza gratuitamente consultas nos órgãos de proteção ao crédito SPC.

domingo, 26 de março de 2017

Alto Taquari| Polícia Civil prende homem com dois mandados de prisão em aberto

A Polícia Civil de Alto Taquari cumpriu neste sábado (25), no bairro Parque Taquari, dois mandados de prisão em desfavor de Natalino Vieira Otoni (52). Os mandados foram expedidos pela Justiça de Mato Grosso do Sul e são referentes aos crimes cometidos em 2007 na cidade de Chapadão do Sul e o outro em 2014 na cidade de Cassilândia- MS.

Através das investigações a PC descobriu que Natalino estava na cidade, através de rondas pela cidade com uma viatura descaracterizada, a polícia conseguiu localizar o acusado e assim efetuaram a prisão.

Segundo os investigadores da PC, além de ter sido condenado e ter em seu desfavor um mando de prisão expedido pela justiça de Chapadão do Sul, Otoni responde por outro homicídio em  Cassilândia - MS.

Diante dos fatos o foragido da Justiça foi encaminhado para Delegacia de Polícia, para as providências que o caso requer.


Participaram da ação os investigadores da Polícia Civil, Brito e Lucas. 


Economia| Saiba o que muda com a nova lei da terceirização irrestrita do trabalho

A aprovação da lei que libera o trabalho terceirizado em todas as atividades das empresas e em em outros setores trabalhistas do Estado, ocorrida na noite de quarta-feira (22) pela Câmara dos Deputados, foi muito criticada pelas centrais sindicais e por deputados da oposição. Parte dos trabalhadores brasileiros talvez não saiba o que significa a nova medida, mas o fato de este grupo ser o mais impactado pelo projeto, tomar conhecimento da mudança é muito importante.
Como é atualmente

Como hoje não existe uma lei específica para a terceirização, o Tribunal Superior do Trabalho regula o assunto. A regra atual diz que a terceirização só é permitida para atividades-meio, quando não se trata do objetivo principal da empresa. Nesse quesito se enquadram serviços como limpeza, manutenção e vigilância. A terceirização não é possível quando se trata de uma atividade-fim, ou seja, aquela que tem função direto no produto final da empresa. Um exemplo destacado é o de uma escola, que vende ensino. Desta maneira, uma instituição do segmento não pode terceirizar um professor.
Mudanças com a nova lei
Com a proposta aprovada pela Câmara, as empresas agora poderão terceirizar quaisquer atividades, conforme destacou o jornal El País Brasil. Como no exemplo da escola, professores agora poderão ser terceirizados. Antes, uma instituição de ensino só poderia terceirizar serviços como limpeza, alimentação, contabilidade e segurança, atividades que não são ligadas ao seu objetivo, que é a educação.
Empregos com tempo determinado
Outro ponto que o novo projeto regulamenta é o trabalho temporário, Antes, a duração máxima de um emprego com tempo determinado era de três meses com mais 90 dias, o que dava um limite de seis meses. Agora, o trabalho temporário será de seis meses com mais 90 dias, podendo estabelecer um vínculo de até nove meses.
Os apoiadores
Quem é favorável ao projeto diz que a mudança é importante porque vai garantir segurança jurídica dos trabalhadores e empregadores, além de aumentar a produtividade e criará novas vagas de emprego. O ministro da fazenda do governo Temer, Henrique Meirelles, defende da seguinte maneira: “Ajuda muito porque facilita a contratação de mão de obra temporária, facilita a expansão do emprego. Empresas resistem à possibilidade de aumentar o emprego devido a alguns aspectos de rigidez das leis trabalhistas”.
Os críticos
A maior parte das críticas vêm dos sindicatos e movimentos sociais. O argumento que este grupo toma como base é que a nova lei vai precarizar a relação trabalhista e incentivar a demissão de trabalhadores que estão sob regime de CLT (carteira assinada) a fim de contratarem terceirizados com salários inferiores. Em 2015, a Central Única dos Trabalhadores (CUT) fez um levantamento em parceria com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) apontando que terceirizados ganhavam em média 30% menos do que contratados diretos. Além disso, os críticos acreditam que a nova regra pode reduzir os confrontos judiciais entre empresas e trabalhadores.
O texto da lei que libera o trabalho terceirizado, proposto há 19 anos pelo então presidente FHC e ressuscitado agora pela base aliada de Michel Temer, foi aprovado por 231 votos a favor, contra 188 contra e oito abstenções. O presidente da República deve sancionar a lei em breve.
Noticias ao minuto 

sábado, 25 de março de 2017

Foco e Fé| 10 lições das 10 pragas do Egito

As 10 pragas do Egito foram um evento terrível e maravilhoso! Deus mostrou seu poder e humilhou o faraó e todos os seus deuses falsos. Mas as pragas do Egito não serviram apenas de lição para os egípcios. Há muitas coisas importantes que nós também podemos aprender:

1. A vida vem de Deus

O rio Nilo era a vida do Egito. Não havia outra fonte de água para beber e irrigar a terra. Todos dependiam da água do rio para viver. Quando Deus transformou a água do rio em sangue, foi um golpe fatal na vida do Egito. Deus mostrou que ele é a verdadeira fonte de toda vida.

2. A natureza obedece a Deus

Na segunda praga, todas as rãs ficaram fora de controle! Elas abandonaram seu habitat normal e invadiram as casa dos egípcios. A ordem da natureza foi mudada. Deus é quem mantém a ordem na natureza e ele tem poder para controlar o que acontece. Quando há muito pecado, Deus deixa a natureza se descontrolar.

3. Outras religiões não têm poder

Com a praga de piolhos, até os magos do faraó tiveram de admitir que isso era obra de Deus. Eles não conseguiam imitar os milagres de Deus com sua magia. Deus é mais poderoso que qualquer outra força nesse mundo.

4. Deus cuida de seu povo

Quando Deus enviou as moscas, ele fez distinção entre egípcios e hebreus. Quem ama a Deus e o segue está debaixo de sua proteção. Ele protege e livra os justos do castigo dos ímpios.

5. Riqueza não é segurança

Na sociedade dessa época, os rebanhos eram uma fonte essencial de matérias-primas e a base de muito do comércio (além de uma fonte de alimento). Em um dia, Deus destruiu todos os rebanhos dos egípcios! As riquezas desaparecem muito depressa. Não devemos pôr nossa confiança nelas nem fazer do dinheiro nosso deus.

6. A saúde depende de Deus

"Ao menos tenho a saúde" - muitas pessoas dizem isso quando acontece uma desgraça. Mas a saúde também não é garantia! Deus enviou feridas sobre os egípcios. Nossa saúde depende da vontade de Deus.

7. Segurança para quem obedece

Antes de enviar a tempestade de granizo, Deus avisou os egípcios. Aqueles que acreditaram abrigaram seus rebanhos e servos e foram poupados. Mas todos que não prestaram atenção viram sua propriedade destruída. Deus livra quem obedece e faz sua vontade. Quem despreza os avisos de Deus causa sua própria destruição.

8. O sustento vem de Deus

A praga de gafanhotos acabou com toda comida que tinha sobrado das outras pragas. Os egípcios iriam passar fome. Deus é o dono de toda comida. Ele tem poder para tirar e para dar. Deus sustenta quem crê nele, dando aquilo que é preciso para viver.

9. Tudo que fazemos depende de Deus

Quando as trevas caíram sobre o Egito, ninguém conseguiu fazer nada durante três dias. Tudo parou. Deus é soberano sobre toda a nossa vida, todas as nossas ações, tudo que fazemos. Ele é a luz de quem o ama mas quem o rejeita vive em trevas.

10. Deus salva

A décima praga foi a morte de todos os primeiros filhos. Mas Deus providenciou salvação para as famílias dos hebreus um cordeiro morreria no lugar do filho mais velho de cada família. O sangue do cordeiro na porta era o sinal para não matar. Da mesma forma, a morte e a condenação vêm sobre todos, mas Deus enviou Jesus para morrer em nosso lugar. Quem tem Jesus tem a salvação.

Religião| Brasil terá mais 30 santos católicos

O papa Francisco aprovou na quinta-feira, 23, a canonização de 30 beatos brasileiros que foram massacrados em 1645 nas localidades de Cunhaú e Uruaçu, no Rio Grande do Norte, durante a ocupação holandesa do Nordeste, por se negarem a abjurar da fé católica e aderir ao calvinismo, religião dos invasores. Os futuros santos serão André de Soveral e Ambrósio Francisco Ferro, sacerdotes diocesanos, Mateus Moreira e outros 27 companheiros leigos.
"Ficamos muito felizes, pois esta canonização é uma grande bênção para a Igreja e com certeza vai reavivar a fé e a devoção dos fiéis", disse o arcebispo de Natal, d. Jaime Vieira Rocha, após receber a notícia da aprovação do papa. Os 30 brasileiros foram beatificados em março de 2000 por João Paulo II. O cardeal d. Cláudio Hummes, que foi arcebispo de Fortaleza, ajudou a levar adiante a causa dos mártires e, no ano passado, confidenciou a d. Jaime que Francisco estava interessado na canonização.

Foram dois massacres coletivos: o primeiro em 15 de julho, em Cunhaú, atualmente município de Canguretama, e o segundo em 3 de outubro, em Uruaçu, hoje município de São Gonçalo do Amarante. Segundo relatos da época, mais de 70 pessoas foram assassinadas, mas a Congregação para as Causas dos Santos reconhece apenas o martírio daqueles cujos nomes são conhecidos. Na cerimônia de beatificação, João Paulo II chamou os novos beatos de protomártires e disse que eles eram exemplos e defensores da fé cristã.
Os massacres foram executados por índios tapuias e soldados holandeses, sob comando de Jacob Rabbi, um alemão a serviço da Companhia das Índias Ocidentais Holandesas. As vítimas foram mortas em um domingo, durante a missa celebrada pelo padre Ambrósio Ferro. Após a consagração da hóstia e do vinho, a tropa holandesa trancou as portas da igreja e, após um sinal de Rabbi, os índios chacinaram os fiéis.
Com a notícia das atrocidades em Cunhaú, o medo se espalhou pelo Rio Grande do Norte e capitanias vizinhas. Com razão. Outra vez sob as ordens de Jacob Rabbi, um grupo de dezenas de pessoas, entre as quais o padre André de Soveral, foi massacrado. Além dos padres André de Sandoval e Ambrósio Ferro, foram mortos os leigos Mateus Moreira e seus 27 companheiros que serão transformados em santos. O camponês Mateus Moreira teve o coração arrancado pelas costas, enquanto repetia a frase "Louvado seja o Santíssimo Sacramento".
Emissários do governo holandês enviados para investigar os massacres constataram a prática de violência, atrocidade e crueldade. Cronistas da época relatam que em Uruçu a crueldade foi maior. Os índios e a tropa holandesa fecharam as portas da igreja e mataram os católicos ferozmente. Arrancaram línguas, deceparam braços e pernas, cortaram crianças ao meio e degolaram corpos. A história dos massacres foi pesquisada na Torre do Tombo, em Portugal, e no Museu de Ajax, na Holanda. Segundo documentos levantados, os holandeses ofereceram aos católicos a opção de salvar a vida, se eles se convertessem ao calvinismo.
Data. D. Jaime pensou na hipótese de a canonização ser em outubro deste ano, se Francisco viesse ao Brasil por ocasião da comemoração dos 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida. Como não virá, a cerimônia deverá ser celebrada no Vaticano, em data a ser marcada. Milhares de devotos celebram a memória dos mártires nos meses de julho e de outubro. Há celebrações frequentes também nas quatro paróquias dedicadas aos beatos no Rio Grande do Norte. Com informações do Estadão Conteúdo.

Brasil| Ovos de Páscoa estão mais caros; veja 10 dicas para economizar

Neste ano, os ovos de Páscoa estão em média 3,4% mais caros do que no ano passado, segundo a Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS). Frente às diversas “tentações”, como não comprar por impulso e acabar no vermelho?
“A compra deve começar antes mesmo da pessoa sair de casa”, orienta Reinaldo Domingos, presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin). “É preciso saber quem irá presentear, com qual ovo de Páscoa e quanto custa cada um deles. O valor total dessa compra deve caber no orçamento, ou seja, não é aconselhável que a pessoa se endivide para presentear na Páscoa. Tendo um planejamento e a consciência sobre a sua situação financeira, fica mais difícil agir por impulso”, afirma.
Confira abaixo 10 orientações para economizar nesta Páscoa, elaboradas pela DSOP Educação Financeira:
1- Faça uma lista com os nomes das pessoas que deseja presentear, priorizando os mais próximos e as crianças;
2- Procure saber o gosto desta pessoas. Há quem prefira chocolate em quantidades menores e/ou apenas sabores específicos. Assim, estará evitando o desperdício;
3- Pesquise preços e trace um orçamento, para que possa prever o seu gasto total. Se ficar alto, veja de que formas pode reduzir;
4- Pense além dos ovos de Páscoa: confira preços dos bombons e chocolates em barra, já que costumam ter a mesma quantidade por preços mais acessíveis;
5- Caso tenha boa mão na cozinha, considere preparar seus próprios chocolates para presentear, diminuindo as despesas;
6- Evite se endividar para presentear nesta Páscoa, ou seja, parcelar as compras ou entrar no cheque especial;
7- Na hora das compras, opte pelos estabelecimentos que oferecem os menores preços. Vá com tempo e paciência para pesquisar;
8- Leve a lista e siga o orçamento. Se desejar comprar algo fora do planejamento, some o valor e analise qual será o gasto total;
9- Confira os preços nas gôndolas e também no caixa, evitando pagar mais caros do que o planejado;
10- Caso não se importe em presentear após a Páscoa, é válido esperar, pois os preços caem consideravelmente.

Notícias ao minuto