"AUMENTE SUA RENDA "

CLIQUE AQUI E SAIBA COMO.

DE OLHO NOS DETALHES,VAGAS DE EMPREGO

Vagas disponível no SINE de Alto Taquari.

DISQUE 100

Não seja cúmplice desse crime, sexo com crianças e adolescente é crime.

CADASTRO POSITIVO

Empresa disponibiliza gratuitamente consultas nos órgãos de proteção ao crédito SPC.

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Empresa disponibiliza gratuitamente consultas nos Orgãos de Proteção ao Credito SPC

Pensando no cadastro positivo que a empresa Boa Vista, está disponibilizando a todos os consumidores , a pesquisa da situação do CPF, ou seja,  se você quer saber se seu nome está limpo na praça, poderá efetuar a pesquisa no Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC), sem precisar gastar nada com isso.

A pesquisa só  é liberada após o usuário preencher um pequeno formulário, para comprovar que ele seja o dono do CPF  que está pesquisando, após isso será encaminhado um  e-mail de confirmação de cadastro e, após ativação a pesquisa ficará disponível .

O site da empresa Boa Vista da algumas dicas para manter seu nome limpo na praça, e assim ficar com o cadastro positivo sempre, segue algumas das dicas  do Boa Vista:

  • pagar suas contas em dia;
  • planejar bem suas finanças pessoais;
  • ficar de olho nos pagamentos e se seu nome foi incluído no SCPC;em caso de inadimplência, organizar-se para pagar a dívida o mais rápido possível;
  • procurar seu credor para negociar, diretamente com ele, suas pendências e limpar seu nome;
  • prevenir-se contra fraudes.

     Acesse o site e consulte seu CPF aqui ou se precisar da 1° ou 2° via do cartão entre aqui  faça sua inscrição gratuita.


terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Governo fará operação emergencial contra buracos em estradas de MT

Uma medida emergencial contra os buracos nas rodovias de Mato Grosso é uma das alternativas que o governo do estado adotou, na tentativa de para melhorar a segurança de quem trafega pelas estradas e para assegurar o escoamento nos dias de chuva. De acordo com o secretário estadual de Infraestrutura e Logística, Marcelo Duarte, uma operação tapa-buracos será feita em diversas rodovias a partir da próxima semana.

“É uma ação emergencial que vai atender parcialmente. Muitos dos trechos precisam de solução de engenharia mais elaborada do que um tapa-buraco. Vamos dar atenção, mas a solução definitiva vai vir quando conseguirmos fazer a obra”, explicou o secretário.

Além das rodovias, o secretário também falou sobre as pontes de madeira em condições precárias no estado. Entre elas, são as da Rodovia Transpantaneira (MT-060), que dá acesso ao Pantanal Mato-grossense a partir do município de Poconé. 

O governo havia anunciado que suspenderia todas as obras de construção e reparos de pontes de Mato Grosso, no entanto, com a chegada das chuvas, as pontes da rodovia estão cada vez mais danificadas.Os serviços essenciais de restauração e revitalização das pontes serão retomados em parceria com as prefeituras para garantir o mínimo de trafegabilidade.

“Faremos um reparo emergencial nessas pontes para atender principalmente os turistas e a demanda do carnaval. Olhando para essas pontes de madeira, da Transpantaneira, na nossa visão, elas precisam ser substituídas por soluções definitivas, sendo de concreto, metálica. As pontes estão sendo feitas com madeiras cada vez piores com durabilidade cada vez menor. Também porque o custo dessas pontes não é barato”, frisa.

Está sendo realizado um mapeamento fotográfico e técnico, identificando a necessidade de reparo ou substituição das pontes danificadas pela ação do tempo.

Fonte: G1MT

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Inscrições para o ProUni começam nesta segunda

As inscrições para o Programa Universidade para Todos (ProUni) começam nesta segunda-feira (26). Os interessados em obter bolsas de estudo em instituições particulares de ensino superior devem fazer a inscrição na página do programa.
Nesta edição, o ProUni ofertará 213.113 bolsas, sendo 135.616 integrais e 77.497 parciais. As bolsas são destinadas a 30.549 cursos e distribuídas por 1.117 instituições.
As inscrições podem ser feitas até o dia 29 na página do ProUni. O candidato que se inscreveu no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) também pode participar do ProUni.
Para se inscrever, é preciso ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2014 e obtido, no mínimo, 450 pontos na média das notas. Além disso, não pode ter tirado 0 na redação. Outra condição é ainda não ter diploma de curso superior.
As bolsas integrais são para estudantes que cursaram o ensino médio nas redes pública ou particular, na condição de bolsista integral. Também é necessário comprovar, por pessoa, renda bruta familiar até um salário mínimo e meio. Para as bolsas de 50% da mensalidade, a renda bruta familiar deve ser até três salários mínimos.
Professores do quadro permanente da rede pública de ensino, que concorrerem a cursos de licenciatura, também podem participar do ProUni. Nesse caso, não é necessário comprovar renda.
Veja a lista dos cursos com maior oferta de bolsas:
1.     Administração – 22.050
2.     Pedagogia – 15.562
3.     Direito – 15.010
4.     Ciências contábeis – 11.917
5.     Engenharia civil – 8.405
6.     Educação física – 8.181
7.     Gestão de recursos humanos – 6.854
8.     Enfermagem – 6.801
9.     Psicologia – 5.307
10.   Engenharia de produção – 5.284
Fonte: IG

domingo, 25 de janeiro de 2015

App localiza celular e tira foto do ladrão


Os bandidos que se cuidem a partir de agora. A Avast! liberou um aplicativo para ajudar vítimas de furto de celular e tablet. Ele rastreia, localiza via GPS e controla o smartphone remotamente. O App também permite tirar fotos e ouvir o áudio do ambiente onde o telefone está localizado, sem que o bandido saiba. O nome do aplicativo é Avast Anti-Theft.
Uma das vantagens é que ele fica invisível quando executado.

Isso impede que o ladrão saiba que ele está sendo usado.  O app está disponível em versões gratuita e paga (premium). 

A versão premium do app ($1,99 por mês ou $14,99 por ano) oferece outros recursos, como a Geoproteção, que executa ações específicas, incluindo bloqueio, sinal sonoro, enviar localização. 

O Avast Anti-Theft está disponível na Google Play, para smartphones e tablets Android. 

Veja como ele funciona:



Fonte: Band

sábado, 24 de janeiro de 2015

Seguro de carro: diferença no preço pode chegar a 50%

Segundo a CNSeg, entidade que representa as empresas de seguros, até outubro de 2014 foram vendidos mais de R$ 26 bilhões em seguros de automóveis. O preço desse tipo de produto, um dos mais populares no setor de seguros, é definido de acordo com o perfil do automóvel e do usuário.
Ainda que duas pessoas tenham um carro do mesmo modelo e ano, as apólices podem ser de valores bem diferentes – a diferença, de acordo com os perfis do cliente e do bem segurado, pode girar de 20% a 50%.
E nem todos os fatores levados em consideração pelas seguradoras estão sob controle do usuário. O índice de violência no bairro onde mora ou trabalho, por exemplo, pode encarecer ou baratear o produto consideravelmente.
"Isso tudo é avaliado de acordo com as respostas do questionário de avaliação de risco respondido pelo segurado com a ajuda do corretor. E é importante lembrar que fraudes podem interferir numa numa possível indenização", explica Jaime Soares, superintendente de Automóveis da Porto Seguro.
Veja quais são os fatores que podem encarecer seu seguro de automóvel:
1. Idade
Condutores mais jovens, com faixa etária de 18 a 24 anos, pagam mais pelo seguro de seu automóvel. "Quanto mais experiente, mais barato o seguro fica. A maior experiência interfere em questões relacionadas a segurança do carro. As pessoas mais velhas procuram deixar o carro em estacionamentos, por exemplo, enquanto os mais jovens estacionam frequentemente na rua", diz Soares. 
2. Sexo
Historicamente, mulheres tendem a pagar menos. Segundo Soares, os sinistros de automóveis conduzidos por mulheres são menos onerosos: elas podem bater o carro mais vezes, talvez, mas o custo de reparo do automóvel é menor.
De acordo com Sérgio Barros, diretor de Produto de Automóvel do Grupo BB E Mapfre, no entanto, a questão do sexo interfere cada vez menos na precificação. "Na medida que as pessoas ficam mais velhas, as estatísticas mostram que as diferenças entre os sexos não são tao grandes", afirma.
3. Distância percorrida pelo veículo
Você mora muito longe do trabalho ou da faculdade? Isso pode deixar o seguro do seu automóvel mais caro, já que o desgaste o deixa mais vulnerável.
4. Bônus
Se você é segurado há cinco, dez anos com a mesma seguradora e nunca teve um sinistro, pode ter desconto na apólice do seu seguro.
"Um dos fatores que mais proporciona redução no custo do seguro é a experiência positiva. Desta forma, respeitar as leis de trânsito e dirigir com prudência possibilita que o segurado sofra menos acidentes e consequentemente, aproveite a redução por conta do bônus", afirma Saint-Clair Pereira Lima, diretor técnico de Automóveis da Bradesco Seguros.
"Se o segurado tem um histórico de sinistros, com muitos acidentes ou furtos, pode ver o preço de sua apólica ficar mais cara", diz Soares.
5. Localização
As seguradoras usam estatísticas para precificar o valor do produto de acordo com o local por onde ele anda. Quem mora em bairros com maiores índices de roubos e furtos, paga mais.
Segundo Barros, moradores de grandes centros urbanos também pagam um valor maior do que os moradores de cidades menos populosa.
Isso não vale apenas para o local de residência do segurado, mas para locais de estudo ou trabalho caso você se locomova até eles de carro.
6. Garagem
Seu carro fica estacionado em garagem ou na rua de casa? A garagem é aberta ou fechada? Há estacionamento no seu local de trabalho? E na faculdade? O portão da garagem é automático ou manual? Seu prédio tem porteiro?
Todas essas perguntas são encontradas nos questionários elaboradas pelas seguradoras e refletem diretamente no preço do seguro.
"Se seu portão é manual, por exemplo, você provavelmente demora mais para guardar o carro e corre maiores riscos de ser assaltado. O seguro fica mais caro", diz Soares.
7. Fidelidade
Na Bradesco, por exemplo, um fator importante de desconto é a manutenção do seguro na companhia. "A manutenção ao longo dos anos que proporciona um desconto de fidelidade", diz Lima.
8. Coberturas
Segundo Barros, as coberturas escolhidas pelos clientes e o valor das indenizações em caso de sinisto são fatores importantes na precificação do seguro.
No caso de uma indenização de R$ 50 mil para danos a terceiros – caso você bata em outro carro ou atropele um pedestre, por exemplo – o preço é um. Para uma indenização de R$ 200 mil, outro. "É importante lembrar que essa é uma cobertura importante. A diferença de preço não chega perto da diferença da indenização", diz.
Soares explica que, basicamente, existem seguros com coberturas básicas – roubo e incêndio – e o seguro compreensivo, que abrange coberturas para colisão, incêndio, roubo ou furto, e danos da natureza (inundações, raios, quedas de árvore, entre outros). "95% dos nossos segurados escolhem a cobertura coberta porque quer estar preparado e seguro para qualquer situação."
"Temos padrões diferentes para as faixas etárias. As pessoas de 40 a 50 anos, por exemplo, costumam se preocupar mais e optar por coberturas mais completas, até por terem mais seguranã financeira", diz Barros.
Para aproximar público e evitar fraudes, seguradoras tem produtos especiais
Para chamar a atenção de públicos que historicamente pagam mais pelos seguros ou evitar que os segurados fraudem respostas para baratear preço do produto, as segruadoras têm criado opções segmentadas para diversos públicos.
A Porto Seguro lançou, em 2014, o seguro Auto Jovem, especial para jovens de 18 a 24 anos. Além da redução da franquia – paga pelo segurado em caso de sinistro –, a seguradora oferece cursos de direção segura e defensiva.
Para optar pelo produto, os usuários precisam instalar um rastreador no automóvel. Ao andarem 95% do tempo da semana a uma velocidade menor que 90 quilômetros por hora e em horários antes da 0h e depois das 5h, acumulam pontos e descontos na renovação do seguro. 
A seguradora também tem opções segmentadas para mulheres, que contam com assistência residencial e para idosos, com redução no valor da franquia e assistência residencial também. "Se ele compra uma smart TV e não sabe configurar, pode pedir que um técnico o ajude", explica Soares.
A BB Mapfre tem uma cobertura especial para gestantes. A segurada grávida ou a mulher de segurado que estiver gestante conta com assistência para ser levada ao médico ou ao hospital em caso de emergência. 
Preço de seguro deve aumentar
Para o advogado Antônio Penteado Mendonça, especialista em seguros, do escritório Penteado Mendonça Advogados, os preços dos seguros de automóveis deve aumentar em 2015.
"Estamos vendo um aumento no número de roubos e também no de colisões. Além disso, há a inflação que afeta bastante o setor", diz.
Ainda assim, segundo o especialista, há espaço para o mercado crescer. "Apenas 25% dos automóveis brasileiros estão segurados, contando o DPVAT. É uma questão de fazer o motorista entender como é importante proteger o seu bem", afirma Mendonça.
"O mercado cresce de 8% a 9% enquanto o PIB tem um crescimento pífio. Em alguns países, 11% do PIB vem na indústria de seguros, e aqui são 4%. Há muito potencial de crescimento", diz Soares. 
"Vimos a produção de carros cair 15% em 2014 e, mesmo assim, a indústria de seguros cresce. A gente gosta de acreditar que o motivo é a conscientização das pessoas sobre os cuidados com o seu bem e o bem dos terceiros", corrobora Barros.
Fonte: IG

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Cinco doenças silenciosas que atrapalham a fertilidade feminina e masculina

Um casal que está há mais de um ano tentando engravidar e não consegue entra para o grupo daqueles que devem ter a saúde investigada para descobrir problemas relacionados à fertilidade. Algumas doenças e problemas silenciosos acabam minando o desejo de ser mãe ou pai, mas a boa notícia é que para a maioria há tratamento.
O ginecologista Renato de Oliveira, da Criogênesis, explica que 30% dos problemas de infertilidade são por causa de problemas do casal, 30% por problemas femininos, 30% por problemas masculinos e 10% por causas desconhecidas. Nesse grupo, para as mulheres, entra a endometriose, endometrite crônica, síndrome dos ovários policísticos, doença inflamatória pélvica, além da obesidade, tabagismo e uso de drogas.
Para os homens, a obesidade, tabagismo e uso de drogas também comprometem a qualidade do sêmen. Mas o grande responsável para a infertilidade masculina, segundo Oliveira, é a varicocele. 40% dos casos estão relacionados às varizes nos testículos. Além disso, há a prostatite crônica que pode causar perda na qualidade do sêmen.
Por todos esses fatores, o especialista em reprodução humana e diretor-médico do Vida – Clínica de Fertilidade da Rede D’Or, Paulo Gallo, a investigação para descobrir a causa da infertilidade não deve ficar somente na mulher ou no homem. “Deve-se pesquisar os dois. Nada impede que a mulher tenha a síndrome dos ovários policísticos, mas o marido também tenha o esperma alterado”, diz ele. Segundo Gallo, em cerca de dois meses é possível fazer todos os exames e já decidir pelo tratamento.
Gallo explica que o tratamento vai depender, como sempre, da causa do problema. É clínico quando a causa é alguma infecção, já que é possível prescrever antibióticos. Já para problemas hormonais, é possível estimular a ovulação por meio de medicamentos. Para casos mais severos, uma cirurgia pode ser indicada. Quando não funciona, parte-se para a reprodução assistida.
Gallo explica quais são as doenças que mais atingem homens e mulheres quando o assunto é infertilidade:
1 - Endometriose 
Entenda a doença  - O endométrio é o revestimento do útero. Quando esse revestimento sai para fora da cavidade uterina e se aloja nas trompas, intestinos, ovários e bexiga, por exemplo, é o que se chama de endometriose. Com a menstruação mensal, o endométrio fica mais espesso para que o óvulo fecundado possa ser implantado ali. Quando não há fecundação, parte do endométrio se descama e é expelido. Em determinados casos, um pouco desse sangue acaba migrando fora do seu caminho habitual – que é para fora do corpo – e acaba caindo nos ovários ou até mesmo na cavidade abdominal. É o que se chama de endometriose. 

Causas do problema - Não há causas estabelecidas, apenas sabe-se que a mulher que tem casos na família, como a mãe e irmã, tem chances maiores de desenvolver a doença. 
Sintomas da endometriose – As mulheres se queixam mais de cólicas menstruais, dor antes da menstruação e também nas relações sexuais, dor crônica na região pélvica, fadiga e exaustão.
Como prevenir – por não se saber exatamente a razão do surgimento da endometriose, pouco se sabe também como prevenir. No entanto, parece que o consumo de álcool e café pode estar associado com o aumento do risco ou até mesmo com a piora da doença. Fazer atividades físicas, porém, ajuda a reduzir os sintomas. Consultar um ginecologista para avaliação periódica é fundamental.
Como tratar – é possível tratar a endometriose com medicamentos analgésicos, anti-inflamatórios, tratamentos hormonais e até com cirurgia. Nesse caso, faz-se uso de um procedimento chamado laparoscopia. É possível eliminar apenas os focos da doença ou complicações, como cistos. Em casos mais graves, é necessária a remoção dos órgãos pélvicos afetados pela enfermidade.
2 - Endometrite crônica 
Entenda a doença – embora completamente diferente da endometriose, também trata-se de uma inflamação que acomete o endométrio, o revestimento do útero. 
Causas do problema – há várias razões, como infecção pela clamídia, ureaplama ou micoplasma. Além disso, pode ser uma decorrência da doença inflamatória pélvica, salpingite, lesões e danos durante um parto ou aborto. 

Sintomas da endometrite crônica – geralmente a endometrite crônica não dá sintomas; A infertilidade, portanto, pode ser um daqueles sintomas silenciosos. Algumas pessoas podem relatar um desconforto pélvico leve, como uma sensação de peso no baixo ventre. O diagnóstico vem por meio da vídeo-histeroscopia..
Como prevenir – como a doença normalmente não provoca sintomas, a prevenção é usar preservativo nas relações sexuais.
Como tratar – antibióticos orais ou intravenosos é o tratamento de escolha dos médicos.
3 - Doença Inflamatória Pélvica (DIP) ou Infecção Pélvica
Entenda a doença - a DIP é causada por uma bactéria, a chlamydia trachomatis, e pode atingir tanto mulheres como homens.
Sintomas da DIP – para os homens, o sintoma é um corrimento claro, em pouca quantidade, pelo canal da uretra. Esse corrimento é acompanhado por dor e desconforto na hora de urinar. Os sintomas principais são dor pélvica, sangramento, constipação, crescimento da barriga, mal estar e febre. A doença pode evoluir para prostatite crônica, interferindo na qualidade dos espermatozoides.
á nas mulheres, além do pequeno corrimento, pode acontecer um sangramento discreto fora do período menstrual. Além disso, dor para urinar e dor nas relações sexuais. A doença pode complicar e exigir internação imediata. As consequências da DIP é a esterilidade, dor pélvica crônica e gravidez tubária.
Como prevenir – a DIP é uma doença sexualmente transmissível (DST), portanto a prevenção é usar preservativo nas relações sexuais.
Como tratar – por ser causada por bactéria, é tratada com antibióticos. Em casos mais severos, uma cirurgia para retirada da trompa ou ovários comprometidos se faz necessária. 
4 - Prostatite crônica 
Causas da doença – a prostratite é uma inflamação crônica na próstata, geralmente causada por bactérias. Fungos ou parasitas também podem provocar a doença. Os microorganismos mais envolvidos no problema são Chlamydia, Ureaplama ou Micoplasma.

Sintomas da prostratite crônica - febre, tremores e dor ao urinar são comuns nessa doença. Mas nem sempre os sintomas são claros.
Como prevenir – novamente, por ser uma DST, a prevenção é usar preservativo na relação sexual. 
Como tratar – Antibióticos, para eliminar as bactérias e analgésicos para aliviar a dor. 
5 - Varicocele 
Entenda a doença - a varicocele nada mais é do que varizes no testículo, ou seja, veias tortuosas e dilatadas na região. O resultado do problema é a piora da qualidade do sêmen e até mesmo a infertilidade. 
Causas do problema – é genético.
Sintomas da varicocele – na grande parte das vezes, não apresenta sintomas além da dilatação das veias dos testículos. Em alguns casos, no entanto, pode provocar dor e desconforto. 
Prevenção – por ser uma doença genética, não há prevenção.  
Tratamento - caso o homem tenha dor ou infertilidade por causa da varicocele, uma pequena cirurgia pode ser necessária. Por meio de dois pequenos cortes na região pubiana, a ligadura das veias varicosas é feita. 
Fonte: IG

quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Brasil desperdiça 37% da água tratada, aponta relatório do governo federal

O índice de desperdício de água no Brasil foi de 37% no ano passado, com aumento de 0,1% em relação a 2013, segundo um relatório do Ministério das Cidades. As perdas estão relacionadas a problemas de medição, ligações clandestinas e falhas nos cadastros. O vazamento em adutoras ou reservatórios, nas regiões com variações topográficas, também influenciam na perda do recurso hídrico.

A indústria paulista teve no segundo semestre do ano passado o pior desempenho para o período em cinco anos. Quase seis de cada dez empresas consideraram que o cenário se deteriorou na segunda metade de 2014, segundo pesquisa da Fiesp. O desempenho reflete neste ano. Quase 85% dos empresários disseram que não pretendem contratar novos funcionários nos primeiros seis meses de 2015.

A alta no IOF sobre empréstimos e financiamentos a pessoas físicas entrou em vigor hoje. O Ministério da Fazenda dobrou a alíquota de 1,5% para 3%. Com o aumento, o governo espera arrecadar sete bilhões e 400 milhões de reais neste ano.

Centenas de pessoas tomaram o aeroporto da cidade de Kidal, no Norte do Mali. As pessoas protestam contra os bombardeios realizados pelas forças de paz da ONU na região. O protesto acontece um dia depois que os agentes usaram um helicóptero para atacar rebeldes, no primeiro conflito do tipo envolvendo a iniciativa de paz no país.


Fonte: CBN