;

Especiais

Mato Grosso| MT deve vacinar 29 milhões de animais em campanha contra febre aftosa


A primeira etapa de vacinação contra febre aftosa de 2018 começa nesta terça-feira (1º) e segue até o dia 31 de maio. Na primeira etapa é obrigatória a imunização de todos os bovinos e bubalinos, de mamando a caducando, com exceção para os animais de propriedades localizadas no baixo pantanal mato-grossense.

De acordo com o Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea-MT), cerca de 29 milhões de animais devem ser vacinados nesta etapa.

A multa para quem deixar de vacinar o rebanho dentro do período da campanha é de 1 UPF (Unidade Padrão de Fiscal) por cabeça de gado não vacinado.

O produtor que atrasar a comunicação fica impossibilitado de emitir a Guia de Trânsito Animal (GTA) por um período mínimo de 30 dias.

Sanidade do rebanho

A última ocorrência de febre aftosa em Mato Grosso foi registrada em 1996. E desde o ano 2000, o estado é reconhecido internacionalmente pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) como livre de febre aftosa com vacinação, e desde então o estado tem mantido o status sanitário.

Há 11 anos Mato Grosso mantém o índice de vacinação acima de 99%. Em maio deste ano, o Brasil será reconhecido pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), como país livre de febre aftosa com vacinação.

Cuidados

É importante que o produtor fique atento aos cuidados ao realizar a vacinação do rebanho, como comprar vacinas somente de revendas registradas; manter as vacinas na temperatura correta entre 2°C e 8°C; manter a vacina no gelo até o momento da aplicação, respeitando a medida de 3 partes de gelo para uma de vacina; lembrar que a higiene e a limpeza são fundamentais; agitar o frasco antes de usar e aplicar a dosagem de 5 ml em cada animal; aplicar na tábua do pescoço, embaixo da pele.