;

Especiais

Região| Ladrões com armamento pesado explodem duas agências bancárias em Chapadão do Sul


Com informações do G1

Grupo de ladrões armados com fuzis explodiram duas agências bancárias, uma da Caixa Econômica Federal e outra do Banco do Brasil, na madrugada desta quarta-feira (7), em Chapadão do Sul, município da região nordeste de Mato Grosso do Sul. A ação durou cerca de 20 minutos e depois os bandidos fugiram, segundo a Polícia Militar. Não foi revelado o valor que foi levado pelos suspeitos.

Segundo o comandante da Polícia Militar em Chapadão do Sul, tenente-coronel Marcos do Nascimento Silva, o grupo de bandidos estava em duas caminhonetes e contava com o apoio de outros carros. As explosões as agências ocorreram simultaneamente e o alvo principal da quadrilha seria o cofre do Banco do Brasil.

A suspeita, conforme Silva, é que os bandidos possuíam informações privilegiadas e planejaram com bastante antecedência a ação. Ele comenta que os criminosos estavam fortemente armados, alguns, inclusive com fuzis, como foi registrado pelas câmeras de segurança.

O comandante da PM diz que os prédios das agências ficaram muito danificados em razão da grande quantidade de explosivos utilizada pelos criminosos. As explosões, conforme ele, também atingiram alguns estabelecimentos comerciais que ficam próximos as agências. Alguns deles, uma loja de roupas e uma ótica, também teriam roubadas pelos criminosos.
O militar diz que chegou a ocorrer uma troca de tiros entre policiais e os bandidos, mas que os criminosos conseguiram fugir. Uma grande operação que envolve policiais de cidades próximas como Coxim, o Batalhão de Operações Especiais (BOPE) e o Grupo Armado de Resgate e Repressão a Assaltos e Sequestros (Garras) que mandaram equipes de Campo Grande e ainda policiais de outros estados, como Goiás e Mato Grosso foi montada para tentar localizar os suspeitos.

Os locais dos roubos estão isolados. De acordo com Silva, uma varredura minuciosa será feita para verificar se os suspeitos não deixaram explosivos nas agências.