;

Especiais

Política| Deputados federais eleitos gastaram, em média, R$ 21 para cada voto recebido em MT


Com informações do G1

Os oito deputados federais eleitos por Mato Grosso gastaram, em média, R$ 21, 27 para cada voto obtido, conforme prestação de contas feita pelos candidatos eleitos ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O deputado federal mais votado nas eleições deste ano, Nelson Barbudo (PSL), foi o único, até o momento, que ainda não informou à Justiça Eleitoral sobre as despesas de campanha. Ele obteve 126.249 votos.

O candidato eleito que teve o maior gasto por voto foi Neri Geller (PP). Ele declarou despesas de R$ 2.412.615,25 e recebeu 73.072 votos. Dividindo o valor gasto pelo número de votos obtidos, cada voto custou R$ 33,01. Ele arrecadou R$ 2.441.815,41 para a campanha.

Em seguida, aparece Carlos Bezerra (MDB). O emedebista declarou à Justiça Eleitoral que gastou R$ 1.882.327,05 e recebeu o aval de 59.155 eleitores. Assim, cada voto custou R$ 31,82. Ainda de acordo com o TSE, Bezerra tinha R$ 1.883.972,35 em caixa.

Emanuelzinho (PTB) obteve 76.781 votos e gastou R$ 1.815.866,52. Com a divisão do valor arrecadado pelo número de votos, cada um custou R$ 23,64. O petebista arrecadou durante a campanha eleitoral R$ 1.671.800,00.

Dr. Leonardo (Solidariedade) prestou contas ao TSE e disse ter gasto R$ 1.114.617,39. Nas urnas, ele recebeu 52.335 votos. Cada voto custou, então, R$ 21,29. Ele afirmou à Justiça Eleitoral que arrecadou R$ 1.119.617,39 durante a campanha eleitoral deste ano.

José Medeiros (Podemos), o segundo mais votado no estado para o cargo de deputado federal, informou ao TSE que gastou R$ 1.559.22,50. Como ele recebeu 82.528 votos, cada um custou R$ 18,89. Ainda de acordo com a declaração feita, Medeiros tinha R$ 1.565.722,50 em caixa para a campanha eleitoral.

A petista Professora Rosa Neide declarou ao TSE que gastou R$ 644.154,52 nas eleições de 2018. Ela obteve 51.015 votos, cada um ao custo de R$ 12,62. Para gastar na campanha Rosa Neide declarou ter R$ 849.716,97.


Por fim, figura Juarez Costa (MDB). Ele disse à Justiça Eleitoral que gastou R$ 381.813,77 para realizar a campanha à Câmara Federal. Com 49.912 votos, cada um custou R$ 7,64. O emedebista tinha em caixa, conforme o TSE, R$ 401.288,00 para gastar durante a campanha eleitoral.