;

Especiais

Entretenimento| Fernanda Montenegro sobre Bolsonaro: 'Ele não está lá por um milagre'

Com informações do Notícias ao Minuto
A atriz Fernanda Montenegro, de 89 anos, que foi ameaçada de morte durante a ditadura militar, falou ao UOL pela primeira vez sobre Jair Bolsonaro, eleito presidente do Brasil em segundo turno no último domingo (28).
"Eu não posso falar sobre o futuro. Eu posso falar sobre o presente. Ele não está lá por um milagre. Os brasileiros votaram mais nele do que no outro candidato. A pergunta é: corresponderá este homem a este voto de credibilidade que a maioria deu a ele?", disse a atriz ao UOL.
Para Fernanda, quem votou no candidato do PSL não quer exatamente a volta do autoritarismo, mas, sim, que a sociedade melhore.
"Não acredito que quem deu um voto a ele exija que ele vire um fascista enlouquecido, porque se isso acontecer, haverá uma reação. Senão estaríamos em um regime militar até hoje. Demorou muito para acabar [a ditadura], mas acabou."
"Eu não quero falar de Bolsonaro, eu quero falar sobre este voto de credibilidade para que todo um atendimento social exista. Que a saúde exista, o saneamento básico, a creche, os empregos existam. [Ele] Está chegando ao poder porque existem milhões de desempregados", afirmou.
Fernanda continuou: "Eu sei que, se não houver uma correspondência, uma harmonia e um atendimento nas necessidades sociais, [a credibilidade] pode parar no meio do caminho."