;

Especiais

Mato Grosso| Em dois anos, mais de 1,5 mil crianças foram vítimas de estupro em MT


Do G1

Mais de 1,5 mil crianças de até 12 anos foram estupradas em Mato Grosso nos últimos dois anos, segundo dados da Polícia Civil.

Em 2016, foram registrados 794 casos registrados, dos quais 636 tiveram meninas como vítimas. No ano seguinte, enquanto os casos envolvendo vítimas do sexo feminino apresentou queda, o mesmo não ocorreu com o sexo oposto.

Se em 2016, foram 158 ocorrências de estupro envolvendo crianças do sexo masculino, em 2017, o número de meninos estuprados subiu para 167.

Entre os casos que mais chamaram a atenção no ano passado está o de um idoso de 74 anos, preso em novembro, suspeito de ter estuprado oito meninas com idades entre 7 e 11 anos que estudavam em uma escola de Paranatinga, a 411 km de Cuiabá.

O homem trabalhava como vigia na unidade e confessou que que estuprava as vítimas em uma sala usada como depósito de brinquedos, alegando à polícia que "as crianças o seduziam".

Disque-100

Se levarmos em conta os casos denunciados à Ouvidoria Nacional dos Direitos Humanos (Disque 100), Mato Grosso registrou mais de três mil ocorrências de violência sexual infantil entre os anos de 2011 e 2016.

O serviço funciona 24 horas, todos os dias da semana, inclusive domingos e feriados. A ligação é gratuita e atende ligações de todo o território nacional. Após receber as denúncias, o departamento encaminha os casos para as autoridades.

Dia Nacional

O Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes é lembrado no dia 18 de maio.

A data foi instituída pela Lei Federal 9.970/00, o dia 18 de maio remete a mesma data no ano de 1973, quando a menina Araceli Crespo, de 8 anos, foi sequestrada, violentada e cruelmente assassinada em Vitória (ES). Apesar da natureza hedionda do crime, seus agressores nunca foram punidos.

Por conta da grande repercussão do caso na época, a data de 18 de maio foi instituída como dia nacional de combate a esse tipo de crime e é considerada uma das conquistas do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), com o objetivo de mobilizar toda a sociedade.