;

Especiais

Educação| 1/3 das crianças mais pobres está fora da creche por falta de vagas

Com informações do Notícias ao Minuto
Um levantamento realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgado pelo G1 neste domingo (20), revelou que entre as famílias com menor renda, o número de crianças que está fora da escola ou creche é maior, pois não existem instituições de ensino suficientes perto delas.
Segundo o estudo, 33,9% das crianças de 0 a 3 anos com a renda domiciliar per capita mais baixa do país estão fora da escola ou creche por falta de vaga. Já no grupo com renda mais alta, o problema só atinge 6,9% das crianças.
A coordenadora da pesquisa, Marina Aguas, explica que existe "uma associação muito forte" entre a renda e a escolaridade da população, que começa na idade pré-escolar. "É uma associação de mão dupla: você não sabe se a renda explica o acesso à escola, ou se o acesso à escola explica a renda", disse em entrevista ao site.
Segundo a especialista, os dados oferecem detalhes sobre a demanda e a oferta de serviços, podendo servir de base para adequação de políticas públicas.
Ainda de acordo com a publicação, no Brasil, os estados e municípios não são obrigados a oferecer vagas em creches para todas as crianças. Além disso, muitos pais de crianças de 0 a 3 anos afirmam que seus filhos não estão matriculados por decisão da família.
O Plano Nacional de Educação (PNE) estipula que, até 2024, o Brasil garanta que 50% da população de 0 a 3 anos esteja matriculada em creches. No ano passado, de acordo com o Pnad, essa taxa aumentou 2,3 pontos percentuais, com cerca de 210 mil novas matrículas. A média nacional ficou em 32,7%.