;

Especiais

Brasil| Selo reconhecerá empresas que colaboram com reintegração de presos

Da redação com Agência Brasil
As empresas e instituições que contratam pessoas privadas de liberdade e egressos do sistema prisional serão reconhecidas pelo Selo Resgata. O objetivo é incentivar e dar visibilidade a organizações que colaboram com a reintegração de presos ao mercado de trabalho e à sociedade.
O selo foi lançado nesta quarta-feira (22) pelo Ministério da Justiça, durante o 4° Encontro Nacional de Gestores de Trabalho Prisional, que reuniu especialistas de todo o país para discutir o fortalecimento da política entre os diversos atores envolvidos na oferta do trabalho na área prisional.
Organizado pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen), o encontro encerra hoje (23) e foi aberto ao público. Quem quisesse participar era só se inscrever por meio de preenchimento de um formulário na internet.