;

Especiais

Alto Taquari| Eleição Suplementar acontece neste domingo(2)

Da redação com informações do TRE-MT
Está tudo pronto para a realização da eleição suplementar em Alto Taquari, que acontecerá neste domingo (02/07). Ao todo, 6.565 eleitores estão aptos para ir às urnas e escolher o prefeito e o vice-prefeito que comandarão o Poder Executivo municipal até dezembro de 2020.
Alto Taquari possui 21 seções eleitorais, situadas em três locais de votação: Escola Estadual Carlos Irigaray Filho, que atende o maior número de eleitores (5.600); Centro de Educação Infantil Professora Maria Auta Medeiros de Oliveira, com 2640 eleitores; e Escola Municipal Professora Elzinha Lizardo Nunes, que possui 2.400 eleitores cadastrados.
 
Nos locais de votação atuarão 84 mesários, sete coordenadores, três administradores de prédio e nove merendeiras. Para as atividades externas e apuração e totalização dos votos, a Justiça Eleitoral contará ainda com o apoio de quatro membros que compõem a Junta Eleitoral, 10 auxiliares de serviços eleitorais, 15 motoristas e três escrutinadores.
 
A realização do pleito está sob a responsabilidade do juiz da 8º Zona Eleitoral, Pierro de Faria Mendes. A 8ª ZE está localizada em Alto Araguaia, mas atende também os municípios de Alto Taquari, Araguainha e Ponte Branca. Representando o Ministério Público Eleitoral está o promotor Rodrigo Ribeiro Domingues.
 
Para que o pleito transcorra com segurança e o eleitor possa exercer o voto sem nenhum contratempo, a Justiça Eleitoral conta com a parceria das polícias Militar e Civil que, juntas, disponibilizaram 20 efetivos.
 
O custo da realização do pleito foi de aproximadamente R$ 100 mil.
 
Plantão na 2ª Instância
 
O Juiz Membro do TRE-MT Ulisses Rabaneda dos Santos será o plantonista para atender as demandas que envolvam a segunda instância da Justiça Eleitoral. O telefone do plantão judicial é (65) 99290-7510.
 
TRE realizou Audiência Pública da Cidadania
 
No dia 26 de maio deste ano, centenas de eleitores de Alto Taquari participaram da Audiência Pública da Cidadania, ocasião em que temas como voto consciente, Lei da Ficha Limpa e corrupção foram discutidos entre a sociedade e servidores e autoridades da Justiça Eleitoral.
 
Durante a audiência pública, o secretário de tecnologia e informação do TRE, Luis Darienzo, explanou sobre os aplicativos da Justiça Eleitoral (Caixa I e Pardal), disponibilizados à sociedade, para o combate à corrupção e práticas ilícitas. 
 
A sociedade de Alto Taquari foi convidada a usar os aplicativos e outros instrumentos para denunciar práticas ilícitas e, assim, garantir uma eleição livre da corrupção, onde prevaleça a lisura e a transparência.
 
Entenda o que ocasionou a eleição suplementar
 
O município de Alto Taquari passará por nova eleição para eleger prefeito e vice-prefeito no dia 2 de julho, pois o candidato mais votado na última eleição em 2016, Lairto João Sperandio, teve o Requerimento de Registro de Candidatura indeferido pelo juiz 8ª Zona Eleitoral por estar inelegível.
 
Lairto foi condenado (em outro processo) por ato de improbidade administrativa, que importou lesão ao patrimônio público e enriquecimento ilícito. Neste caso, uma das penas aplicadas foi a suspensão dos direitos políticos (inelegibilidade) nos termos do artigo 1º, inciso I, alínea "1" da Lei Complementar 64/90.
 
Lairto recorreu ao TRE-MT que, por maioria, acolheu o recurso e deferiu sua candidatura. Mas a coligação adversária recorreu ao TSE, que deu provimento ao recurso, mantendo a decisão de primeira instância e determinando nova eleição no município.
 
Sperandio concorreu ao cargo de prefeito na condição sub judice (que ainda depende de uma decisão judicial final), na eleição realizada em outubro do ano passado, e obteve 1.976 votos.
 
Jornalista: Andréa Martins Oliveira