;

Especiais

Brasil| Justiça suspende visita a presos em quatro penitenciárias federais

Com informações do Portal Brasil
Estão suspensas por 30 dias as visitas aos 561 presos das penitenciárias federais de Campo Grande, Catanduvas, Mossoró e Porto Velho, segundo o Departamento Penitenciário Nacional (Depen), órgão vinculado ao Ministério da Justiça e Segurança Pública.
A decisão foi tomada após o assassinato de uma servidora no último dia 25 de maio e a deflagração da Operação Epístola, realizada com o auxílio de servidores do Sistema Penitenciário Federal (SPF).

Na operação, constatou-se que Luiz Fernando da Costa, conhecido como Fernandinho Beira-Mar, se utilizava da visita íntima de outro preso para passar bilhete para fora do presídio e administrar uma rede de tráfico de drogas e lavagem de dinheiro.
Nos últimos oito meses, três servidores do SPF foram mortos com características de execução, como o caso do assassinato da Especialista Federal de Assistência à Execução Penal, Melissa de Almeida Araújo, que trabalhava como psicóloga em Catanduvas.
O período de suspensão de visitas ocorre entre os dias 29 de maio a 28 de junho. No Sistema Federal estão presos que desempenham função de liderança ou participação em organizações criminosas.