;

Especiais

Economia| Mais de 8% dos mato-grossenses estão em busca de emprego, segundo pesquisa

Com informações do G1

Em Mato Grosso, 8% da população está em busca de emprego, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD) trimestral, divulgada nesta quinta-feira (16) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Essa parcela é chamada de desocupada, que inclui não apenas as pessoas que trabalhavam e ficaram desempregadas, mas as pessoas que nunca trabalharam e estão em busca de emprego.

A boa notícia é que o índice se manteve estável, se comparado ao registrado no mesmo período do ano passado. O estado está entre o menores índices de desocupação apontados pela pesquisa.

Por outro lado, a pesquisa aponta que o percentual de subocupação aumentou de 2,5% para 4,1%. Subocupados são as pessoas que trabalham menos de 40 horas semanais e que, teriam disponibilidade para assumir outros trabalhos.

O percentual de desalentados também aumentou de 2017 para 2018. No ano passado, 1,3% da população não tinha trabalho por não conseguir trabalho adequado ou não ter experiência/qualificação ou por serem muito jovens ou muito idosas para as vagas disponíveis.

No segundo trimestre de 2018, esse índice subiu para 2,5%.

Com relação aos rendimentos dos trabalhadores no segundo trimestre de 2018, o índice se manteve estável, tanto comparado ao primeiro trimestre deste ano, quanto ao mesmo período do ano passado.

A média de recebimento mensal para as pessoas com trabalho formal foi estimado em R$ 2.198.