;

Especiais

Polícia| Padrasto suspeito de espancar menino de 2 anos até a morte é preso

O padrasto apontado como responsável por espancar até a morte o enteado de dois anos teve a prisão preventiva decretada nesta terça-feira (8), pelo Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM). O mandato atende a um pedido do Ministério Público do Estado. 
Francisco Romário Brandão, de 23 anos, já tinha sido detido em flagrante e, agora, deve continuar preso até o julgamento. Brandão deve ser indiciado por homicídio qualificado.
Em depoimento, ele confessou ter batido em João Miguel para que ele "parasse de chorar". Plantonista da Delegacia Especializada de Proteção a Criança e ao Adolescente (Depca), Patrícia Leão informou que, no momento do crime, o padrasto estava sozinho com a criança em casa, no bairro Tarumã, na Zona Oeste de Manaus.
João Miguel sofreu hemorragia aguda no abdômen e no tórax, além de afundamento de crânio - conforme o Instituto Médico-Legal (IML).