;

Especiais

Saúde| Abusou do álcool no carnaval? Veja dicas de como curar a ressaca

Com informações do Jornal Dia
Nessa época de festa, o consumo excessivo de álcool acaba sendo algo comum e isso causa uma intoxicação no organismo, além do fígado ficar irritado e surgir a famosa ressaca. Dentre os sintomas estão: enjoo, vômitos, diarreia, tontura, dor de cabeça moleza e até um sentimento de fraqueza. Estes sintomas são provocados pela desidratação que o álcool provoca no organismo e pelo trabalho excessivo do fígado para eliminar o álcool do sangue.
A bebida também faz com que o cérebro libere uma substância chamada adrenalina, que acelera a atividade do sangue no sistema cardiovascular, aumentando a frequência dos batimentos cardíacos. Segundo os últimos dados da OMS, de 2016, os brasileiros consomem 8,7 litros de álcool puro por pessoa e a média global é de 6,2 litros. Mesmo se desconsiderar o total da população abstinente de álcool (42,3%), a média de consumo é ainda maior: 15,1 litros por ano. Além disso, o abuso do álcool eleva o risco de desenvolver mais de 200 doenças, como excesso de gordura no fígado e a cirrose hepática.
De acordo com o cirurgião cardíaco de São Paulo, Marcelo Sobral, o abuso de álcool favorece o aumento da pressão arterial, arritmia cardíaca, insuficiência cardíaca e aumentam as chances de um acidente vascular cerebral (AVC). “Além da quantidade de álcool consumida, outros fatores também são importantes, como o intervalo de tempo do consumo, o tipo de bebida, a ingestão de água, intercalada com a bebida alcoólica, e de alimentos antes de beber”, explica o especialista
Confira algumas dicas par aliviar os sintomas da ressaca:
  • Beba muito líquido para manter o corpo hidratado, pois o álcool provoca a desidratação;
  • Faça refeições leves escolhendo alimentos que ajudem na reposição de líquido como frutas e legumes cozidos;
  • Coma alimentos ricos em vitamina C e diuréticos como morango, laranja, ou abacaxi por exemplo, que reforçam o sistema imune e ajudam o organismo a eliminar toxinas e a se recuperar da intoxicação;
  • Beba sucos de frutas ou bebidas doces como chás ou café com açúcar ou mel.
Sobre o especialista: Dr Marcelo Luiz Peixoto Sobral é membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular, Título de Especialista em Cirurgia Cardiovascular pela AMB, Membro Habilitado e Especialista do Departamento de Estimulação Cardíaca Artificial (DECA). MBA Executivo em Saúde pela FGV. Cirurgião Cardiovascular da Beneficência Portuguesa de São Paulo com mais de 4.000 cirurgias realizadas.