;

Especiais

Alto Taquari| Após suspensão do reajuste salarial, servidores municipais se unem para criação de Sindicato

Após o Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso (TCE) orientar a Prefeitura Municipal de Alto Taquari para realizar a “suspensão” do reajuste salarial dos servidores municipais, a categoria está se unindo e se organizando para somar forças para a criação do Sindicato que lutará por seus direitos.

Os servidores que estão de acordo com a criação do Sindicato estão sendo adicionados ao grupo do Whatsapp “Sindicato Servidores AT”.  

Segundo informações, o primeiro passo é mostrar a importância de um sindicato neste momento onde os direitos dos servidores parecem estar sendo esquecidos.

“Na verdade a criação do sindicato se faz necessária a tempo, precisamos lutar pela revisão de nosso estatuto, porem eu creio que no momento estamos desamparados e quando se fala em suspensão de benefícios, precisamos nos posicionar de alguma forma, sendo assim nada melhor que um sindicato pra nos representar”, declarou à servidora e idealizadora do Sindicato, Rubia Zanelato.

OUTRO LADO

Procuramos a Administração Municipal para falar sobre o assunto, fomos atendidos pela Secretária de Administração, Michelle Arantes, que se mostrou surpresa pela informação da criação do Sindicato.

“Estamos surpresos, ficamos sabendo agora da criação do Sindicato. Aproveito para salientar que a Administração sempre realizou as suas ações pensando no melhor para  o Servidor seja ele efetivo ou comissionado,” disse.

Ainda segundo a secretária, os servidores estão certos, no entanto, eles devem entender também que assim como tem direitos tem deveres e obrigações, uma delas é cumprir com suas funções no horário de expediente.

“A Administração aplaude a iniciativa dos servidores, porque é constitucional, eles podem e devem ter um sindicato, mas, que tudo isso deve ser feito de maneira organizada para que traga o bem para todos os servidores. Estamos apoiando está ação e ficamos a disposição para qualquer dúvida e esclarecimentos”, concluiu.