;

Especiais

Alto Araguaia| Oficina de costura de cadeia produzirá mais de 4 mil uniformes para rede municipal

O corte e a costura de uniformes fazem parte do dia a dia de alguns reeducandos da unidade prisional de Alto Araguaia (422 km a Sudeste de Cuiabá). Na atividade, eles encontram uma oportunidade de remição da pena e também de exercer um trabalho que beneficia uma rede inteira de estudantes.
A Prefeitura contratou a confecção, neste ano, de 4.700 uniformes para estudantes das escolas e creches da cidade. Cinco reeducandos trabalham na oficina de costura e já produziram os uniformes para os demais detentos da unidade.
M.R. está na prisão desde 2009 e na unidade conseguiu aprender as primeiras instruções de como cortar um tecido com molde e a fazer a costura. Daí em diante, ele ficou responsável por treinar os demais reeducandos. Ele explica que cada um fica encarregado de uma parte da confecção: corte, fechamento e acabamento. “É uma chance que tenho de ocupar o tempo e contribuir com outras pessoas”.
O diretor da unidade, Djalma Alves, afirma que a parceria com o município possibilita não apenas o trabalho dos reeducandos, como economia à Prefeitura, que fica responsável pela aquisição de tecidos e linha e tem um custo menor se fizesse com empresas. “Temos procurado estimular as atividades laborais, especialmente na costura, porque vemos que nelas os reeducandos se tornam capazes de produzir”.
A unidade prisional possui também sala de aula, com atividades educacionais do Ensino Fundamental e aulas de música.

MT.GOV