;

Especiais

Esporte| Torcida única em clássicos do futebol paulista será mantida em 2017

O secretário de Segurança Pública de São Paulo, Mágino Alves Barbosa Filho anunciou na tarde desta quarta (14) que os clássicos paulistas envolvendo os quatro grandes do Estado (Corinthians, Palmeiras, São Paulo e Santos) continuarão a ter torcida única em 2017.

O anúncio foi feito em coletiva de imprensa realizada na secretaria, após reunião entre Barbosa Filho e representantes dos quatro clubes, da Federação Paulista de Futebol, do Ministério Público, do Tribunal de Justiça, da Polícia Militar e da Polícia Civil.Segundo o secretário, a decisão em manter a restrição foi unânime e se deveu aos "excelentes resultados" quando se compara 2015 com 2016, ano em que foi determinada a torcida única.

Barbosa Filho disse que, no período, a medida não afugentou torcedores do estádio.Ao contrário, ele afirma que o público dos clássicos em 2015 foi de 290.000 pessoas, enquanto que em 2016 esse número aumentou para 361.000 pessoas.

"As torcidas se sentiram mais à vontade para levar família, esposa, namorada. É maior o clima de segurança", afirmou.

O secretário também afirmou que a medida, anunciada em abril deste ano a pedido do Ministério Público à Federação Paulista de Futebol, reduziu a mobilização da Tropa de Choque em 38% e do efetivo territorial em 24% em dias de jogo. Barbosa Filho apontou ainda que os casos de confronto entre torcidas paulistas diminuiu 75% desde então.

Brabosa Filho afirmou que o grupo que acompanha tais atividades esportivas -o mesmo quorum da reunião desta quarta- agora passa a ser permanente, realizando encontros mensais ou bimestrais a fim de, ao longo do ano, deliberar sobre a ampliação ou a flexibilização das restrições, que incluem a proibição de torcidas organizadas frequentarem os estádios com faixas, bandeiras e instrumentos que as identifiquem.


"Todos imaginam um cenário mais civilizado. Mas, por enquanto, vamos trabalhar com esses números que remetem à proteção do próprio esporte", disse o secretário. Com informações da Folhapress.

Notícias ao minuto