;

Especiais

Geral| Polícia conclui inquérito e 51 pessoas são indiciadas por esquema de compra e venda de CNHs em MT


Com informações do G1

Após a conclusão do inquérito referente à operação 'Mão Dupla', 51 pessoas foram indiciadas por integrarem um esquema de compra e venda de Carteira Nacional de Habilitação (CNH) dentro do Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT). Desse toral, 27 suspeitos foram presos.

Segundo a Polícia Civil, os acusados devem responder pelos crimes de corrupção ativa, corrupção passiva, inserção de dados falsos no sistema e organização criminosa.

Galeria V3
A operação foi deflagrada em 05 de dezembro em cumprimento a 60 ordens judiciais, sendo 25 mandados de prisão preventiva e 35 buscas e apreensões nas cidades de Cuiabá (13 presos), Várzea Grande (4 presos), São Félix do Araguaia (3 presos), Chapada dos Guimarães (1 preso), Campo Verde (2 buscas), Tangará da Serra (1 preso), Juína (1 preso) e Rondonópolis (2 presos). Os mandados foram expedidos pela 7ª Vara Criminal de Cuiabá.

A Delegacia Especializada de Crimes Fazendários e Contra a Administração Pública (Defaz) também recebeu, de outras unidades policiais do Estado, informações referentes a pessoas que procuraram espontaneamente à Polícia Civil para registrar boletim de ocorrência e entregar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), confessando que adquiriram de maneira indevida o documento, nos mesmos moldes da investigação em andamento.

As investigações iniciaram com informações repassadas pela Coordenadoria de Fiscalização de Credenciados do Detran e denúncias que chegaram à polícia, sobre a venda ilícita de CNHs.

Os valores, que podiam variar de acordo com a condição financeira do candidato, eram pagos aos representantes das autoescolas, que por sua vez repassavam aos servidores da banca examinadora do Detran.