;

Especiais

Brasil| 18% dos alunos dos país frequentam aulas sob efeito de drogas

© Pixabay
Com informações do Notícias ao Minuto
Porte ilegal de arma de fogo, uso de drogas ou bebidas alcoólicas, ameaças de morte. Tais crimes ocorrem em corredores e salas de aula de escolas de todo país, conforme queixas reveladas por diretores de instituições de ensino em questionário aplicado pelo Ministério da Educação (MEC).
De acordo com os números revelados pelo colunista Ancelmo Gois, 10% dos diretores já foram ameaçados por estudantes - sendo que 3% atestaram terem sofrido "atentados à vida". Os estados onde tais fatos são mais frequentes ficam no Nordeste: Sergipe, com índice de 17%, e Rio Grande do Norte, com 16%.
Os do IDados indicam ainda que 3% dos dirigentes afirmaram que alunos já frequentaram as aulas com armas de fogo. Em Roraima, o percentual chega a 6%. Sergipe aparece em segundo, com 5%.
Quando o assunto é uso de drogas, 18% dos diretores alegaram que os estudantes foram à escola sob efeito de drogas - fato que é ainda mais acentuado nos estados do Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul, ambos com 29%. O estudo revela ainda que 10% dos alunos estudam sob efeito do álcool.