;

Especiais

Caso Paloma| Polícia Civil prende suspeito de abusar de Paloma e agredir travesti


Não somos obrigados a aceitar homossexuais, mas somos obrigados a respeitá-los.

A Polícia Civil de Alto Taquari efetuou a prisão de Juarez de Jesus dos Santos, 34 anos, suspeito de ter agredido fisicamente, sexualmente e psicologicamente, Paloma.  A violência aconteceu na madrugada do dia 12 de outubro, em uma casa abandonada no centro da cidade.  O Agressor obrigou a vítima a manter relações sexuais, arrancando-lhe os cabelos, deferindo-lhe socos, pauladas e tijoladas.

Segundo informações da Polícia Civil, as investigações começaram logo após a vítima registrar o Boletim de Ocorrência.

De acordo com policial civil Rodrigo Leal, que estava à frente das investigações, a Polícia Civil conseguiu chegar até o suspeito após o registro de um segundo Boletim de Ocorrência no dia 20. Neste segundo caso, o suspeito teria agredido uma travesti em um bar da cidade, o crime foi configurado como lesão corporal.


“O suspeito estava sendo monitorado desde o dia 20 de outubro, quando foi registrado o segundo boletem de ocorrência por lesão corporal”, disse o policial.

Após colher o depoimento da segunda vítima, a caraterística do agressor bateu com as informações prestadas por Paloma, no entanto, a chave deixada no local da segunda agressão foi um detalhe importante para chegar até Juarez, o suspeito.
Com as informações em mãos, os policiais ligaram as informações, montaram o quebra-cabeça e após reconhecimento pela vitima Paloma, o pedido de prisão preventiva foi emitido na tarde desta quarta-feira (25) e durante a noite, Juarez de Jesus dos Santos foi preso.
Juarez foi preso em um hotel onde estava hospedado, ele é da  cidade de Valente – BA e estava na cidade prestando serviços a uma empresa.

Participaram da ação os agentes da policia civil Franklin, João Neto, Rodrigo Leal com apoio dos policiais militares Soldados  Galdino e Santos Borges.