;

Especiais

Mato Grosso| Ação conjunta da PM e PJC prende seis suspeitos do ‘Comando Vermelho’ roubo

Com informações da Assessoria da Polícia Militar
Policiais do 2º Pelotão de Polícia Militar de Guiratinga (5º Batalhão – 4ºCR) em ação conjunta com a Polícia Civil apreenderam dois adolescentes de 16 e 17 anos, suspeitos de roubarem um estabelecimento comercial na noite de quinta-feira (22.06). Além dos menores, outros quatro integrantes da quadrilha acabaram presos. Na ocasião, todos os suspeitos confessaram serem integrantes da facção criminosa ‘Comando Vermelho’.
As prisões foram realizaram após uma denúncia via 190 informando do roubo e que os autores teriam amarrado as vitimas. Sob ameaça de morte e outras técnicas de tortura psicológica, obrigavam a entregar o máximo possível de bens.
Guarnições da PM e PJC, em diligências descobriram a residência de A.T.N.G.B.P., de 17 anos, e T.C.D.V.S., de 16.  Ao perceber a presença das viaturas, os suspeitos tentaram fugir pelos fundos, porém as guarnições já tinham realizado o cerco. No local, houve troca de tiros e os suspeitos acabaram se rendendo.
Enquanto as forças policiais estavam no local, o suspeito Claudio Junior Vilarim da Silva, de 36 anos, também tentou fugir, porém acabou detido antes de chegar em sua residência.
Na casa dele os policiais apreenderam 184 porções de cocaína, uma pistola com 10 munições, além da recuperar todos os pertences roubados da vitima. No momento das abordagens, um aparelho celular tocou, e o adolescente T, relatou que seriam os homens que davam apoio as ações criminosas do trio. Também contou que estavam ligando para combinr a fuga para a cidade de Rondonópolis.
O trio já estava detido, então os policiais partiram para capturar os demais suspeitos. Lucas Beltrão dos Santos, de 23 anos, Edilson Gomes da Silva, de 48 anos, e Paulo Ricardo Castonon, de 27 anos, acabaram detidos e o carro que seria utilizado na transferência de cidade da quadrilha foi apreendido.
Já na Delegacia, a quadrilha confessou que seriam integrantes da facção criminosa ‘Comando Vermelho’ e que Claudio seria do Estado do Paraná, porém foi transferido para atuar em Mato Grosso.