;

Especiais

Alto Taquari| Comandante da Polícia Militar resume ações do final de semana e responde as criticas das redes sociais


O final de semana de festa em Alto Taquari gerou polêmicas, isso porque uma ação policial desagradou à população. O fato ocorreu na madrugada do dia 13 após os festejos do 31º aniversário de emancipação política de Alto Taquari, que aconteceram as margens do Lago Municipal.

De acordo com a Polícia Militar a segurança do evento contou com apoio dos Batalhões de Alto Araguaia e Rondonópolis, totalizando 32 policiais envolvidos na ação. 

O comandante da Polícia Militar de Alto Taquari, Tenente Vitor relatou que durante a realização do evento ocorrido no sábado (13) e se estendendo durante todo o domingo (14) foram registradas 6 ocorrências. “Somente no sábado foram registradas 6 ocorrências, sendo 5 envolvendo desentendimentos e brigas, uma quase resultando em homicídio e uma prisão por tráfico de entorpecentes. Já no campeonato de som realizado no domingo, não foram registradas ocorrências”, disse. 

POLÊMICA

Por conta dos shows realizados no sábado uma grande multidão foi atraída para o evento, e mesmo após o encerramento das atividades, inúmeros participantes resolveram continuar festejando nas margens do lago municipal, bebendo e ouvindo música.

A polêmica envolvendo a ação policial teve início quando os policiais resolveram encerrar a festa, visto que o alvará do evento delimitava o encerramento para às 4h da manhã, e durante o evento uma tentativa de homicídio. “O Comando preocupado com a segurança do grupo que continuava nas festividades decidiu solicitar que todos retornassem a suas residências, visto que o evento havia terminado às 4h, conforme determinava o alvará”, informou o comandante  Victor.

A ação da PM não agradou, muitos reclamaram da forma que os policiais abordaram as pessoas que estavam “curtindo” o final da festa na calçada próximo ao lago. “Eu Acho que segurança não é isso. Segurança é fazer parte da sociedade e não expulsar o povo como fizeram”, relatou um cidadão através de um comentário em nossas redes sociais. 

Pela cidade, algumas pessoas são ousadas e insinuam que o prefeito teria solicitado a retirada das pessoas aos policiais. Já o comandante da Polícia Militar, Tenente Vitor deixou claro que a Polícia Militar não trabalha com base política, tão poucos são parciais em suas ações. “Primeiramente a Polícia Militar não age com parcialidade, a PM tem o caráter imparcial, nós não somos fundamentados em nenhuma base política” disse.

Ainda segundo o Tenente, a polícia solicitou aos proprietários das barracas para que fosse desligado o som em cumprimento a determinação do alvará de funcionamento, que determinava o fim do evento as 04h (horário de Brasília).


A abordagem aos que ainda insistiram ficar no espaço da festa mesmo após a solicitação da PM foi segundo o comandante de forma educada, cordial.  “Naquele momento a Polícia Militar agiu com toda cordialidade, com todo respeito ao cidadão, em momento algum foi ferido a dignidade de nenhum cidadão taquariense, pelo contrário, a nossa garantia ali era a preservação da ordem pública”, concluiu o Tenente.