;

Especiais

Alto Taquari| Audiência Pública debaterá novas eleições no município

Juiz da 8ª Zona Eleitoral, Pierro de Faria Mendes, convocou a população
para participar da audiência pública
Com informações do AIA3
Com uma população de 9.674 habitantes e 6.754 eleitores distribuídos em 24 seções, o município de Alto Taquari (Sudeste de Mato Grosso), terá novas eleições para escolha de prefeito e vice-prefeito no próximo dia 02 de julho. O anúncio foi feito pelo Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TER-MT). Desde abril o cargo de prefeito na cidade é ocupado pelo presidente da Câmara de Vereadores, Ivan Borba (PSDB), enquanto o parlamento é chefiado pelo vice-presidente, Edislei Martins (PSB).
Na sexta-feira, o juiz da 8ª Zona Eleitoral, Pierro de Faria Mendes, convocou a população da cidade para participar de uma audiência pública na próxima sexta-feira (26), na Câmara de Vereadores, das 13h às 15h (Horário de Mato Grosso). Na oportunidade serão apresentados pela Justiça Eleitoral aplicativos de combate a corrupção e informações atinentes ao processo eleitoral suplementar.
“Essas novas eleições ou eleições suplementares não são tão comuns. A Justiça Eleitoral sabe do anseio da população sobre informações acerca destas eleições. Essa audiência pública será realizar para cientificar a população sobre o voto consciente, bem como apresentar a aplicativos que podem auxiliar a Justiça Eleitoral no combate a corrupção eleitoral, na manutenção da lisura das eleições que se aproximam”, disse.
Entenda 
O município passará por nova eleição porque o candidato mais votado na última eleição, Lairto João Sperandio, teve o Requerimento de Registro de Candidatura indeferido pelo juiz 8ª Zona Eleitoral, devido a uma sentença condenatória em ato de improbidade administrativa (confirmada em segunda instância), que resultou na suspensão dos direitos políticos pelo período de cinco anos. Lairto Sperandio, portanto, concorreu ao cargo de prefeito na condição sub judice (que ainda depende de uma decisão judicial final), na eleição realizada em outubro do ano passado, e obteve 1.976 votos.
Ele recorreu ao TRE-MT que, por maioria, acolheu o recurso e deferiu sua candidatura. Mas a coligação adversária recorreu ao TSE, que deu provimento ao recurso, mantendo a decisão de primeira instância e determinando nova eleição no município. Por ter dado causa à anulação da eleição, ele não poderá concorrer novamente.
O juiz eleitoral explicou que tudo está sendo preparado para o novo pleito. “A Justiça Eleitoral está extremamente preparada e pronta para realização destas novas eleições”, garantiu.
Os partidos políticos e as coligações poderão requerer o registro das candidaturas no cartório eleitoral da 8ª Zona Eleitoral, cuja sede fica em Alto Araguaia, mas que tem jurisdição sobre o município de Alto Taquari. O prazo para o registro de candidaturas é até as 19 horas do dia 31 de maio de 2017.