;

Especiais

Mato Grosso| Diminuir a evasão escolar é prioridade da Seduc para os próximos anos

A prioridade da Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc-MT) nos próximos anos deve ser o combate aos altos índices de evasão escolar em Mato Grosso, sobretudo no Ensino Médio, quando quase um terço dos alunos desiste de estudar, pelos mais diversos motivos. A afirmação foi feita pelo secretário da pasta, Marco Marrafon, na quarta-feira (18.01), em Tangará da Serra (240 km de Cuiabá).
De acordo com Marrafon, o Programa Pró-Escolas, que contempla ações transformadoras nos eixos Ensino, Estrutura, Inovação e Esporte e Lazer, foi pensado com o intuito de tornar as escolas e o ensino mais atrativos.
“Quando desiste da escola, o adolescente não tem alternativas, a não ser aceitar os piores empregos, ir para o mercado informal de trabalho, ou, o que é pior, cair no mundo da criminalidade – onde, nós sabemos, a vida dele será muito curta. Nós, enquanto gestores públicos, precisamos atacar esse problema”, afirmou.
Em Tangará, Marrafon conversou com um público formado por mais de 100 profissionais da educação, pais e alunos, em reunião realizada na sede do Centro de Formação e Atualização dos Profissionais da Educação Básica (Cefapro).
Assim como em Juara e Juína, onde esteve no início desta semana, o secretário destacou que o intuito das visitas aos Cefapros de Mato Grosso é discutir o planejamento estratégico pensado para os próximos dois anos, por meio do Pró-Escolas. Para isso, foi criado o projeto Seduc Interativa, com o objetivo de percorrer as cidades-polos para debater propostas de melhorias para a educação pública estadual.
O diretor da Escola Estadual Indígena Malamalali, Pedro Nazokemai, contou que essa foi a primeira vez que viu um programa como o Pró-Escolas. Para ele, as mudanças já começaram a acontecer e a expectativa é de que os índices educacionais melhorem cada vez mais. “Esperamos que a Seduc dê continuidade a esse grande projeto e que tenhamos sucesso para mudar o que precisa ser mudado”, afirmou.
Professora há 31 anos, Ângela dos Santos Mercedes, que também é diretora de uma escola, ressaltou que, quando Marrafon assumiu a Seduc, em maio do ano passado, a classe estava fragilizada. “A vinda de uma pessoa técnica, com um novo olhar e vontade de fazer diferente, foi muito significativa para nós. E hoje essa abertura, como a presença dele aqui, é fundamental. O Pró-Escolas é um sonho de 31 anos de carreira”, ressaltou a profissional.
Além do encontro promovido durante o dia, Marrafon apresentou, à noite, o programa para a população de Tangará da Serra, na Câmara dos Vereadores. “Foram duas reuniões muito importantes com a comunidade escolar e com a classe política do município. Todos estão imbuídos no intuito de melhorar a educação. Avalio que foi bastante positivo, a mensagem foi passada, os projetos foram validados e agora poderemos avançar”, avaliou o secretário.
Tangará da Serra possui 20 escolas estaduais, sendo seis do campo e uma indígena. São mais de 10 mil alunos na rede estadual e aproximadamente dois mil profissionais da educação, segundo o assessor pedagógico, Saulo Scariot. O professor pontuou que a presença do secretário de educação no município é um alento para toda a categoria. “É a Seduc aqui perto de nós, ouvindo nossas demandas, debatendo e discutindo novas propostas, a fim de mudar o cenário da educação”, observou.
Visitas
Marrafon também visitou quatro escolas de Tangará da Serra para verificar, principalmente, a estrutura das unidades e dar os devidos encaminhamentos para a resolução dos problemas. Esse foi o último município a ser visitado pela equipe da Seduc Interativa. Na próxima semana, as apresentações do Pró-Escolas serão feitas à população de Jaciara, onde será realizada a quarta edição da Caravana da Transformação. As visitas ocorrerão nos 15 Cefapros espalhados pelo Estado, até meados de fevereiro.