;

Especiais

Alto Taquari| Número de Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST) aumenta; teste rápido pode ser feito nos PSF’s


A Secretaria Municipal de Saúde por meio do Programa da Saúde da Família (PSF) está ofertando aos moradores de Alto Taquari testes rápidos para HIV, Sífilis, Hepatite B e C. O teste é gratuito e o resultado fica disponível em meia hora, não é necessário encaminhamento médico.  

O agendamento é realizado diariamente, no entanto, os testes são realizados todas as segundas-feiras nos  PSF’s  Central, do Bairro Coachol e do  Bairro 13 Pontos .

De acordo com a coordenadora de saúde Ivonete Lima, o paciente não precisa de encaminhamento médico, apenas de interesse e, deverá comparecer no PSF de seu bairro portando documentos pessoais e o Cartão do SUS.

Ainda segundo a coordenadora, no município de Alto Taquari existem aproximadamente dez casos de HIV notificados e em tratamento.

“As relações sexuais sem camisinha é fator principal das transmissões destas Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST), principalmente a Sífilis que esta presente em sua maioria em adolescente e jovem que se aventuram sem se preocupar com os riscos” alerta. 

O teste

Por meio de uma agulha fina e indolor, é retirada uma pequena quantidade de sangue, que é colocada no orifício do aparelho, como são quatro testes, será furado quatro dedos.

O resultado sai em torno de 30 minutos.

O Tratamento

Se o resultado for positivo, aparece duas linhas no visor do aparelho utilizado para a coleta do sangue.
Segundo a coordenadora Ivonete Lima, quando a infecção é comprovada, o paciente recebe a orientação necessária e imediatamente começa o tratamento,  todo custeado pelo SUS.

As doenças -  HIV, Sífilis, Hepatite B e Hepatite C

No período de 01 de julho de 2000 a 01 de agosto de 2018, o munícipio notificou 51 pessoas com Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST).

Segundo a coordenadora Ivonete Lima, este ano de 2018 teve um aumento significativo das notificações, após a intensificação do trabalho de conscientização realizada pela Vigilância Epidemiológica e pela implantação dos testes rápidos nas Unidades Básicas de Saúde.

Prevenção

Sexo seguro. Preservativos são distribuídos gratuitamente nas unidades de saúde.