;

Especiais

Mato Grosso| Soldado PM se destaca no fisiculturismo e conquista o 2º lugar no estadual

Com informações do MTGOV
O soldado da Polícia Militar do Estado de Mato Grosso Jefferson Pouso Barbosa, 24 anos, é um defensor da prática de esportes. Se não der para praticar uma modalidade, haverá outra que se ajuste ao seu perfil e condições. Assim, há três anos ele se dedica ao fisiculturismo, depois de não conseguir mais praticar o futebol. Neste período ele coleciona medalhas: conquistou o 4º lugar no Sul Brasileiro em dezembro do ano passado em Santa Catarina, acaba de ficar em 2º no Campeonato Mato-grossense de Culturismo, ocorrido no dia 19 deste mês, no Liceu Cuiabano, em Cuiabá. O foco agora é o Campeonato Brasileiro no Rio de Janeiro, em junho, onde almeja estar entre os três primeiros.
Jefferson mora em Nova Mutum e disputou o estadual com outros sete fisiculturistas, ficando atrás apenas de Higor Figueiredo, de Cuiabá. O resultado, como em qualquer esporte, exige dedicação, foco, determinação. E quando vem com apoio, os obstáculos são superados. Mudou sua rotina de vida, o que não é muito fácil para um policial, casado e pai de uma garotinha, hoje com 10 meses. Resumindo, é trabalho, academia e casa.
“A gente se priva de muita coisa. Passei a me dedicar aos treinos para não ficar parado, não ficar só no serviço. Adaptei algumas coisas, especialmente na alimentação que é bem diferenciada, dietas, e exercícios diários”, explicou.
Segundo ele, também não pensava chegar onde chegou. “Foi mais como um teste, para ver se gostava, a experiência da apresentação, estar num palco. Sempre fui muito tímido, com dificuldade em falar em público. Melhorei depois que entrei para a PM, o curso de formação ajudou no meu desenvolvimento”, lembra.
Agora, depois de várias apresentações, se diz extremamente tranquilo. “Meu grande sonho é disputar um campeonato fora do país", confidenciou o jovem rapaz.
A esposa Rafaella Martins Pouso é uma incentivadora, ajuda no preparo da alimentação e nos treinamentos, já que faz exercícios na academia.  “É uma grande parceira. Isso é muito importante porque não prejudica o relacionamento”, revelou o soldado fisiculturista.
O apoio também vem desde o comandante do 14º Comando Regional de Polícia Militar aos colegas do 26º Batalhão, que são considerados impulsionadores de sua prática esportista. Já custearam inscrições e suplementos, pois o investimento é alto.
A participação em campeonatos nessa modalidade ainda não rende financeiramente. Só medalhas e troféus. “É por amor a prática do esporte. O fisiculturismo avançou, mas ainda não é reconhecido como deveria”, pontuou ele.
Fisiculturismo é um esporte famoso e a competição é dividida em modalidades. Antes do fisiculturismo, Jefferson era do futebol, e não dispensava a musculação que o acompanha há 10 anos.