;

Especiais

Saúde| Costuma misturar álcool e antibiótico? Saiba os riscos

© DR
Com informações do Notícias ao Minuto
O álcool não corta o efeito do antibiótico, no entanto, misturar bebida com remédio pode trazer alguns riscos como sobrecarregar o fígado. Segundo o site VivaBem, do UOL, o que ocorre é que tanto o álcool quanto o medicamento são metabolizados no fígado e, consumir os dois ao mesmo tempo, pode sobrecarregar o órgão.
O álcool é diurético e isso influencia na concentração do medicamento no corpo. De acordo com o site, o álcool também é uma substância que irrita o sistema gastrointestinal. Portanto, é recomendado um consumo moderado, ou seja, duas taças de vinho, duas latas de cerveja ou uma dose de bebida destilada.
Outra dica dada pelo VivaBem é distanciar o horário de consumo das duas substâncias.
Há alguns antibióticos que são totalmente contraindicados para ingerir ao mesmo tempo que o álcool, entre eles o metronidazol, o cloranfinicol, o tinidazol, o furazolidona e as sulfonamidas (sulfas). Também não pode beber e ingerir antidepressivos, ansiolíticos e alguns anti-inflamatórios e analgésicos.