;

Especiais

Mundo| Tempestade do século: frio mortífero atinge Argentina

Com informações do Notícias ao Minuto 
Nevascas e 25 graus negativos no termômetro: uma situação sem precedentes está ocorrendo na Argentina, onde 7 pessoas já morreram devido ao frio anômalo.
Enquanto a Europa sofre de vagas de calor insuportável, a Argentina mergulhou em um frio anômalo. O recorde absoluto das temperaturas mais baixas da história do país foi estabelecido na manhã de segunda-feira na cidade de San Carlos de Bariloche.
De acordo com a informação das mídias locais, duas pessoas idosas caíram vítimas mortais de hipotermia nas províncias de Neuquén e Missiones.
Mais cinco pessoas morreram devido às consequências das nevascas. Os residentes do Mar del Plata, Rafael, Junin de los Andes, La Plata e Cordoue foram envenenados por monóxido de carbono ao usarem fornos para se aquecerem.
O serviço meteorológico nacional da Argentina indica que a "tempestade do século" atingiu o país nesta semana, com temperaturas de até — 25.4º C.
O recorde precedente fora estabelecido em 1963 em Bariloche, quando as temperaturas baixaram até —21,1ºC.
Entretanto, de acordo com as informações recentes, o Brasil também está sendo afetado pelo frio. Segundo comunica a Folha, um morador de rua foi encontrado hoje (19) morto supostamente por causa das temperaturas baixas.