;

Especiais

Saúde| Exagerar no álcool faz mal à cabeça e ao coração, diz estudo

O consumo exagerado, seja do que for, raramente traz algo de positivo. E o álcool não é exceção. Além da dependência e das ressaca que causa, exagerar no álcool pode trazer também problemas de coração. Esta é a conclusão de um estudo publicado no Journal of the American College of Cardiology, do de acordo com a CNN.
Esta conclusão pode ser considerada ainda mais grave se considerarmos que os problemas cardíacos são a primeira causa de morte a nível mundial. Segundo o estudo, abusar no álcool aumenta as probabilidades de vir a sofrer de fibrilação atrial, ataque cardíaco ou insuficiência cardíaca congestiva.

"Uma das descobertas mais surpreendentes é que as pessoas que abusam no álcool aumentam o risco de sofrer de um ataque cardíaco ou enfarte do miocárdio", disse Gregory M. Marcus, diretor do centro de pesquisa da Universidade da California e autor do estudo. Por esse motivo, moderar no consumo ajuda a afastar doenças cardíacas, sublinhou.
O estudo de Marcus incidiu sobre o registro clínico de 14.727.591 pacientes. Destes, aproximadamente 268 mil consumiam álcool em demasia.  
"Eu acho que, em última análise, beber em excesso leva a condições cardíacas, e devemos realmente perceber o potencial tóxico do álcool em vez de lhe conferir glamour, considerando-o como algo que deve fazer parte das nossas vidas", disse Suzanne Steinbaum, também especialista no assunto, lembrando ainda que beber vinho faz bem à saúde (dada a presença de resveratrol), contanto que o consumo permaneça na taça, não na garrafa.
Noticias ao minuto