;

Especiais

Foco e Fé| As promessas para “todo aquele”

“Todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo; porque no monte Sião e em Jerusalém estarão os que forem salvos, assim como o Senhor prometeu, e entre os sobreviventes aqueles que o Senhor chamar” (Joel 2:32).
Neste texto se iniciam as grandes promessas do Antigo Testamento para o “todo aquele”. Joel olhou para muito adiante e viu o fim do tempo. Então Deus derramaria o Seu Espírito, a Natureza saudaria a nova era e Deus derrubaria quaisquer restrições à salvação. Nenhuma passagem do Antigo Testamento fez mais no sentido de prover uma plataforma de lançamento para a missão aos gentios.
Jesus iniciou a formidável tarefa de demolição dos privilégios judaicos, proclamando o chamado universal à salvação. Nicodemos o ouviu; sabia que ele o incluía. Maravilhou-se, porquanto ele também traçava o círculo do amor divino ao redor de todos os povos, em todos os tempos. “Para que todo aquele que nEle crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 3:16).
Pedro tirou de Joel esta grande promessa e fez dela a base do seu apelo no Pentecostes. O Espírito havia entrado na missão de amor. Através dEle os seguidores de Jesus estavam dizendo ousadamente: “Todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo” (At 2:21). O Senhor que salva, conferiu à igreja uma missão mundial, não discriminatória.
Paulo captou o coro do “todo aquele” e fê-lo soar em seu grande tratado sobre a fé. “Todo aquele que invocar o nome do Senhor, será salvo” (Rm 10:13). Escreveu isto ao refletir sobre a maneira como o evangelho estava se espalhando por todo o mundo, convidando à decisão e entrega.
João tirou proveito disto enquanto lutava contra a heresia que desabrochava no final do primeiro século. Somente o Jesus que ele conhecia, um Homem de carne e sangue, que agora reinava com Deus, poderia responder ao vasto alcance do “todo aquele” de Deus. “Todo aquele que crê que Jesus é o Cristo é nascido de Deus”, exulta ele (1Jo 5:1).
Com o tempo, as visões do Apocalipse encerraram o “todo aquele” que se tornou a senha da missão cristã. Empresta autoridade ao anjo que voa a toda nação. Resulta na grande multidão diante do trono de Deus.
Não precisamos dizer nada mais, e começa o tempo da alegria. “Quem [todo aquele que] quiser receba de graça a água da vida” (Ap 22:17).

Novo Tempo/ Tempo de Reflitar