;

Especiais

Brasil| Mãe que confessou ter matado filho muda versão e se diz inocente

A mulher que confessou ter matado o próprio filho de 17 anos a facadas em Cravinhos, no interior de São Paulo, voltou atrás e mudou a versão do crime em um novo depoimento à polícia, prestado na noite desta quinta-feira (12).
De acordo com a Folha de S.Paulo, Tatiana Ferreira Lozano Pereira, de 32 anos, disse agora que Itaberly Lozano Rosa foi morto por dois homens e uma adolescente. O crime ocorreu em 29 de dezembro.

Na versão recente, a mãe contou à polícia que o trio que matou o filho chegou em sua casa na noite do crime perguntando se Itaberly estava “dando muito trabalho” e se ele precisava de um “corretivo”. Tatiana disse que respondeu “sim”, mas, segundo o depoimento, ressaltando ao trio que não deixassem o menino machucado.
A partir disso, de acordo com a nova versão da mãe, os dois rapazes e a menina adolescente ficaram esperando o filho de Tatiana chegar e entraram na casa quando o jovem surgiu. O grupo teria entrado no quarto do menino e cometido o crime. A mãe disse também que só conseguiu identificar a adolescente, mas que desconhecia os dois homens.
No depoimento a mãe diz que saiu de casa no momento em que o trio entrou no local, mas ao ouvir o filho gritar “mãe, vou morrer”, ela esperou vinte minutos e voltou para a residência depois, encontrando o menino morto. Com medo de ser a responsabilizada pela morte, Tatiana disse que teve a ideia de ocultar o corpo. Ela conta também que acordou o marido, padrasto de Itaberly, para que ele a ajudasse a enrolar o cadáver para jogar em um matagal e queimar.
A mãe não soube explicar o fato de não saber o nome dos três suspeitos pelo crime. Tatiana continua presa.

Notícias ao minuto