;

Especiais

Justiça| Patrão dá R$ 500 para empregada abortar e é morto por pai do bebê

Um idoso de 79 anos foi morto a golpes de foice após oferecer R$ 500 para que a empregada que trabalhava em sua casa interrompesse a gravidez. Segundo informações do jornal O Tempo, José Alves foi assassinado pelo suposto pai do bebê. O crime aconteceu no sábado (24), em Lajinha (MG).
O corpo do patrão foi encontrado em casa, com diversas lesões.Vizinhos relembraram, então, que Alves tinha se desentendido com o suspeito no dia anterior ao do crime. Ao ser abordado, o jovem de 24 anos negou o crime. Ele afirmou que foi recebido a tiros na casa de Alves após saber da proposta, em 9 de dezembro. Depois, ele não teria mais tentado encontrar o idoso.

A mulher deu uma versão diferente sobre o acontecimento. A empregada de 33 anos disse que o patrão exigiu que ela abortasse para continuar no trabalho. O idoso também teria proposto que ela largasse o marido para morar com ele. Por fim, ela confirmou que o companheiro saiu no dia do crime e voltou 4h depois, com roupas diferentes e aparentemente nervoso. Em seguida, ele confessou o crime a ela.
O suspeito confessou o crime após o depoimento da companheira. Ele foi levado à Delegacia de Plantão de Manhuaçu, cidade vizinha.
De acordo com a Polícia Militar, a mulher acabou tendo um aborto espontâneo no último dia 21. Ela havia sido levada ao Pronto Atendimento Municipal (PAM) com dores abdominais.

Notícias ao minuto