;

Especiais

Geral| Aplicativo promete reduzir crescente número de mortes por selfies

O crescente número de pessoas que morrem enquanto estão buscando o melhor ângulo para bater uma selfie já preocupa. Para minimizar os incidentes, pesquisadores americanos estão desenvolvendo um aplicativo que avisará quando as pessoas estão em situação em risco.

De acordo com o G1, o estudante de doutorado Hemank Lamba e uma equipe de amigos da universidade de Carnegie Mellon em Pittsburgh, nos Estados Unidos, está desenvolvendo um aplicativo que será capaz de identificar quando alguém está tirando uma foto em um ponto alto, perto de trilhos de trem ou em outras situações perigosas. Ele funcionará com uma combinação de serviços de localização e reconhecimento de partes de imagem que sugerem um local inseguro.

Os pesquisadores estudam agora como seria o alerta que avisaria do perigo.

Dados

Foi constatado pelo grupo que 15 pessoas morreram tirando selfies em 2014, 39 em 2015 e 73 nos primeiros oito meses de 2016.

O primeiro registro comprovado de alguém que morreu por causa de uma selfie é de março de 2014.

De março de 2014 a agosto de 2016, 76 mortes ocorreram na Índia, nove no Paquistão, oito nos Estados Unidos e seis na Rússia. Os pesquisadores não registraram nenhuma morte por selfie no Brasil.


A causa mais frequente deste tipo de incidente é a queda de grandes alturas.

Noticias ao minuto