;

Especiais

Saúde| Cuiabá e Rondonópolis estão entre as 100 cidades do país com mais casos de Aids e HIV

Com informações do G1

Cuiabá e Rondonópolis, a 218 km da capital, estão entre as 100 cidades do país com mais casos de HIV e Aids cada 100 mil habitantes, de acordo com o Boletim Epidemiológico da Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde.

Os dois municípios ocupam, respectivamente, a 42ª e 16ª posição no ranking que considera os casos de 2013 a 2017.

O levantamento é divulgado anualmente e apresenta informação sobre os casos de HIV e de Aids no Brasil.

No período analisado, Rondonópolis apresentou taxa de detecção de 61,4 casos e taxa de mortalidade de 12,3, nos últimos três anos. Enquanto isso, Cuiabá registrou 29,7 registros de casos e mortalidade de 9,1 no mesmo período.

Galeria V3
Os três primeiros lugares no ranking nacional são ocupados por cidades do Rio Grande do Sul. São eles: Rio Grande, Porto Alegre, Novo Hamburgo.

No Brasil, de 2007 até junho de 2018, foram notificados 247.975 casos de infecção pelo HIV em todo o Brasil. A região Centro-Oeste concentra 8,2% do total de casos.

Estratificação
No período analisado, o grupo de faixa etária que tem maioria dos casos tem entre 20 e 34 anos, com percentual de 52,6% dos casos.

Com relação à escolaridade, no mesmo período, verificou-se um elevado percentual

de casos ignorados (25,6%), o que, segundo o Ministério da Saúde, dificulta uma melhor avaliação dos casos de infecção pelo HIV relativos a esse item.

Já com relação à raça ecor da pele autodeclarada, 46,1% dos casos ocorreram entre brancos e 52,9%entre negros (pretos e pardos, sendo as proporções estratificadas 11,4% e 41,5%, respectivamente).