;

Especiais

Bastidores da Política| Ameças, injúria e suposta compra de votos marcam o fim das Eleições Suplementares

A Justiça Eleitoral concluiu neste domingo (02/07), às 17h22, a Eleição Suplementar no município de Alto Taquari/MT. Com 2050 votos foi eleita a Coligação “Vamos Juntos” composta pelos candidatos Fabio Mauri Garbugio (prefeito) e Marco Aurélio Julien (vice-prefeito). 
Em segundo lugar, com 2014 votos, ficou a chapa majoritária da Coligação “Novos tempos, novos sonhos e novos projetos” formada por Vanderley Santeiro Teodoro (prefeito) e Gregório Moretti de Almeida (vice-prefeito). Já a Coligação "Para mudar temos que lutar" - que possui como candidatos a prefeito e vice, respectivamente, Mauro Andre da Silva Barbosa e Leandro Alves Almeida obteve 795 votos.
Dos 6565 eleitores do município aptos ao exercício do voto, 5005 compareceram às urnas neste domingo e destes, 4.859 escolheram uma das chapas, 49 votaram em branco e 97 nulos.
Toda a realizaçaõ da eleição foi acompanhada de perto pelo vice-presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso e corregedor regional eleitoral, desembargador Pedro Sakamoto, o juiz da 08ª Zona Eleitoral, Pierro da Faria Mendes e pelo promotor eleitoral, Rodrigo Ribeiro Domingues.
Ocorrências
O suplente de vereador – que atualmente está em exercício de Alto Taquari, Zumiel Barbosa Machado foi preso às 11h20 na região central do município portando uma lista com nomes de 16 eleitores e em seu celular foi encontrada uma conversa (whatsapp) com uma cidadã onde oferece vantagem indevida em troca de voto à favor da chapa majoritária composta pelos candidatos Vanderley Santeiro Teodoro (prefeito) e Gregório Tolentino Moretti de Almeida (vice-prefeito).
O delegado Thiago Damaceno lavrou o flagrante delito pelo cometimento do crime descrito no artigo 299 do Código Eleiotoral (compra de votos). O ato foi registrado no Inquérito Policial de número 49/2017. Após pagar fiança o vereador foi liberado no final do dia.
Também foram registrados três Termos Circunstanciados de Ocorrências - ameaça, injúria e transporte ilegal de eleitores. Os envolvidos foram intimados e nos próximos dias prestarão depoimento. Nestes casos, os fatos serão investigados para verificação da veracidade das informações.
Uma urna eletrônica foi substituída às 16 horas.