;

Especiais

Foco e Fé| É tempo de orar

“Enquanto eu viver Te bendirei, e em Teu nome levantarei as minhas mãos” (Salmo 63:4).
A maioria de nós vive uma vida tão agitada que nem sequer encontra um momento para falar com Deus. Nunca houve tanta pressão para aprendêssemos, melhorássemos ou fôssemos bem-sucedidos. E nunca houve tantas oportunidades para isso.
Talvez você pense que não tem tempo para orar. Acredite: você não é o único. Entretanto, quando não passamos um tempo diário com Deus, em oração, deixamos de ouvir Sua voz. E, se não sabemos quem Deus realmente é, e quem Ele nos criou para ser, podemos tomar decisões desastrosas e jamais experimentar o que Ele tem para nós.
Quando oramos, depositamos em Deus os fardos que carregamos. Ele não só deseja carrega-los em nosso lugar como quer que vejamos as situações difíceis na perspectiva dEle. Só assim somos capazes de discernir a verdade da mentira; o certo do errado; o que Deus deseja para nós e o que Ele não deseja. Na maioria das vezes acreditamos em inverdades sobre nós e sobre as circunstâncias que vivemos. E ver a verdade como Deus a revela é libertador.
Orar é um ato de vontade. Muitas vezes, os fardos que carregamos sufocam nossas boas intenções, portanto, temos de nos esforçar para fazer da oração um estilo de vida. E isso acontece quando fazemos da oração nossa reação inicial diante de qualquer coisa que enfrentarmos, e não a final.
Ore comigo: “Ó, Deus, ajuda-me a discernir Tua verdade. Quero ouvir Tua voz a guiar-me pelos caminhos que traçaste para mim. Quando eu resistir a encontrar tempo para estar diante de Ti, faz-me enxergar a verdadeira prioridade em minha vida. Ajuda-me a sempre buscar-Te em primeiro lugar. Obrigado, meu Deus, porque és compassivo, amoroso e misericordioso. Em nome de Jesus, amém!”
Notícias ao minuto