;

Especiais

Política| Odebrecht: Dilma não pediu vantagens mas sabia de corrupção

O acordo de leniência assinado ontem pelos executivos da empreitera Odebrecht vai direto ao ponto principal: em sua delação premiada, Marcelo Odebrecht, ex-presidente da companhia e considerado o articulador da parte mais significativa do esquema de corrupção, disse que a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) nunca pediu recursos para ela própria.


De acordo com as informações da coluna de Sonia Racy do jornal Estado de S.Paulo, a Odebrecht, no entanto, informou que Dilma tinha conhecimento do esquema existente da Petrobras. O que poderia ser interpretado, para alguns juristas, como prevaricação.
Notícias ao minuto