;

Especiais

Esporte| José Aldo quer subir de categoria e já desafia lutadores dos leves

José Aldo estava treinando com vistas à defesa do cinturão dos penas, em luta contra Max Holloway, em fevereiro. Mas o havaiano se lesionou e se retirou do card do UFC 208, obrigando o brasileiro a traçar uma nova estratégia para não ficar sem lutar e, ainda, atingir seu objetivo "de vida": conseguir uma revanche contra Conor McGregor.
Em entrevista ao Combate, o técnico Dedé Pederneiras revelou que a ideia é subir para os leves, sendo que os dois principais desafiantes ao cinturão da categoria, que tem Conor McGregor como campeão, já teriam sido desafiados pelo manauara.

"Quando o Sean Shelby me disse que a luta não aconteceria no dia 11 de fevereiro, falei: 'Sean, agora a gente está numa situação complicada. Nossos planos para esse ano seriam essa luta, um desafio ao desafiante número 1, que seria o Khabib - a gente quer pegar o cara mais duro da categoria, que todo mundo, digamos, corre dele -, e depois disso o Conor, que está esse tempo todo grávido e só depois disso que vai poder lutar'", explicou o treinador.
"A gente pode até fazer essa luta (com o Khabib) pelo título interino, porque aí você não teria mais como caminhar para outro lado que não fosse a luta (com o Conor). Tanto o Sean Shelby como o Dana White acharam uma ideia brilhante, sensacional, para poder o Aldo chegar numa situação que não tivesse como o Conor sentar e falar: 'Não vou lutar com ele'", prosseguiu.
Khabib Nurmagomedov, no entanto, já disse que não pretende enfrentar José Aldo e espera para lutar com Tony Ferguson, em combate que definiria o desafiante de McGregor.
Noticias ao minuto