terça-feira, 22 de agosto de 2017

Região| Município de Alto Araguaia não registrou nenhum roubo em Julho

Com informações do PJC-MT
Nenhuma ocorrência de roubo foi registrada no mês de julho de 2017 na cidade de Alto Araguaia (415 km ao Sul de Cuiabá). A tranquilidade é comemorada pelas Polícias Civil e Militar, assim como por todos os moradores do município de pouco mais de 15 mil habitantes.
De janeiro a junho foram 27 roubos registrados, sendo que no mês de junho foram apenas dois casos e em julho, índice zero de registro. Os furtos se mantiveram estáveis, na média de 22 ocorrências ao mês. Os homicídios tiveram quatro registros em janeiro e um em março. Nos meses de abril, maio, junho e julho não houve assassinatos em Alto Araguaia.
O assunto foi um dos temas da reunião ocorrida na sexta-feira (18) passada, com autoridades da Segurança Pública local. Participaram o delegado Carlos Roberto Moreira de Oliveira, titular da Delegacia de Polícia de Alto Araguaia, e o Comandante Regional da Polícia Militar do município e região, Tenente Coronel Borges.
Conforme o delegado Carlos Roberto Moreira de Oliveira, o resultado demonstra o sucesso da atuação integrada, a Polícia Civil que vem enfrentando e identificando grupos criminosos e a Polícia Militar com sua atuação ostensiva.
Em relação aos furtos, o delegado esclarece que são motivados pelo tráfico de drogas, cometidos por usuários de drogas em casas quando estão fechadas. “O furto nos combatemos com ações contra o tráfico de drogas”, disse.
“Essa somatória de esforços na diária batalha aos crimes contra o patrimônio e contra a vida, vem refletindo desde o mês de janeiro de 2017, com o declínio nos índices de roubo, delito esse preocupante e considerado grave”, comemorou o delegado. 
Atualmente a Delegacia de Polícia Alto Araguaia conta com o Núcleo Investigativo Operacional (NIO), que dá suporte as investigações conduzidas na cidade e nos outros municípios da circunscrição.
“Estamos sempre recebendo o suporte operacional das equipes do Grupo Armado de Resposta Rápida (Garra) e da Força Tática, ambos de Rondonópolis”, completou  Carlos Roberto.
O pronto-emprego na atuação direta contra os crimes também faz a diferença, conforme avalia o delegado Regional de Rondonópolis, Claudinei Souza Lopes, também tem feito grande diferença.
“Quero parabenizar as equipes da Polícia Civil e Polícia Militar pelo empenho, dedicação, nas ações e operações que resultaram nesta importante sensação de segurança para a população de Alto Araguaia. É uma região de fronteira, na divisa com Santa Rita do Araguaia (GO), que conta apenas com efetivo PM, ou seja, não tem Delegacia”, disse o delegado regional.

Reações:
Postar um comentário