sábado, 26 de agosto de 2017

Economia| BNDES lançará cartão específico para produtores rurais

Com informações do Notícias ao Minuto
O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) vai lançar na semana que vem o cartão BNDES Agro. Atualmente, o cartão financia investimentos das micro, pequenas e médias empresas e dos empresários individuais, inclusive microempreendedores individuais. O cartão voltado à agropecuária poderá financiar não apenas pessoas jurídicas, mas também pessoas físicas que atuam no setor.
As informações foram dadas na quinta-feira (24) pelo gerente de relações Institucionais e gestão rural do banco, Tiago Peroba, no 5º Foro de Agricultura da América do Sul, promovido pelo Agronegócio Gazeta do Povo, em Curitiba. O cartão será oficialmente lançado na 40ª Expointer, que vai ocorrer de 16 de agosto a 3 de setembro, em Esteio (RS).
"Uma revolução. Eu diria que o cartão é o produto com maior abrangência nacional. Por ano, fazemos 400 mil operações com ele. Até então, era dirigido para pessoas jurídicas. Agora, com o cartão BNDES Agro, passamos a atender pessoa física, o produtor rural possa também ter acesso a esse produto", disse. 
Peroba não adiantou as condições de financiamento específicas para o agronegócio. Dentre as que estão em vigor hoje, para empresários, está o limite de crédito de até R$ 2 milhões para cada cliente, por banco emissor e prazo de parcelamento de 3 a 48 meses. "O BNDES enxerga hoje o agronegócio como um dos propulsores da economia nacional e buscamos cada vez mais fomentar os negócios dentro desse segmento, por meio da desburocratização e simplificação", acrescentou o gerente.
Peroba ressaltou, durante a abertura do evento, a importância da agropecuária dentro da instituição. O setor passou de uma participação nos desembolsos gerais do banco de 7% em 2012 para 20% em 2016.
O banco será o responsável por 50%, ou seja, R$ 22,4 bilhões, do total de R$ 45,6 bilhões que serão destinados a investimentos, formação de capital bruto, dentro dos R$ 218 bilhões que estarão disponíveis em crédito no Ano Agrícola 2017/2018. No ano agrícola 2014/2015, a instituição teve uma participação de 35%.
Segundo Peroba, o banco hoje é a principal fonte de recursos para projetos de investimento no campo.
"Embora o banco tenha reduzido o seu desembolso, olhando todos os segmentos onde atua, indústria, infraestrutura e comércio e serviço, foi no agronegócio onde teve a maior alavancagem nos últimos anos. Nessa área, o BNDES conseguiu não apenas manter o desempenho, mas alavancar o nosso desempenho, traduzindo na maior paricipação desse segmento. O agronegócio ganhou importância enorme no banco nos utlimos anos". Com informações da Agência Brasil.

Reações:
Postar um comentário